Quantcast
Retalho

Volume de negócios da Sonae cresce 7,9% no primeiro semestre de 2022

O volume de negócios consolidado da Sonae cresceu 7,9%, atingindo os 3,4 mil milhões de euros. O EBITDA subjacente aumentou 5,2% (para 259 milhões de euros) e o EBITDA total cresceu 10,6% para 319 milhões de euros.

Em comunicado, a Sonae revelou ainda que o resultado líquido atribuível a acionistas aumentou 89% para 118 milhões de euros, face ao período homólogo. Tal deve-se ao crescimento dos negócios, ao sucesso na gestão do portefólio e uma vez que o primeiro semestre de 2021 tinha sido afetado pela pandemia.

 

A dívida líquida da Sonae diminuiu quase 400 milhões de euros e o investimento ascendeu a 563 milhões de euros nos últimos 12 meses.

“Durante o primeiro semestre de 2022, enquanto nos preparávamos para um mundo pós-pandemia, enfrentámos novamente uma realidade totalmente nova e desafiante, desta vez caracterizada por fortes disrupções nas cadeias de abastecimento, por uma escalada dos custos de energia e por níveis crescentes de inflação e de taxas de juro. Este contexto, intensificado pela guerra na Ucrânia, teve um impacto significativo nas nossas comunidades e nos nossos negócios, colocando-nos novamente à prova”, nota a CEO da Sonae, Cláudia Azevedo.

 

A responsável acrescenta ainda que “apesar da redução da confiança dos consumidores e da forte pressão sobre as estruturas de custos, o portefólio da Sonae continuou a demonstrar a sua adaptabilidade, resiliência e capacidade de responder às necessidades dos nossos clientes”.