- Distribuição Hoje - https://www.distribuicaohoje.com -

Sonae distinguida pelo combate às alterações climáticas e melhoria da pegada ecológica

Sede Sonae

A Sonae voltou a ser distinguida pelas suas iniciativas de combate às alterações climáticas e pela melhoria da sua pegada carbónica. A distinção, que põe a empresa com rating de liderança, distingue o compromisso ambiental, sendo atribuída pelo CDP, organização não governamental de referência pela classificação da performance ambiental de empresas e cidades.

“Esta distinção acontece ao mesmo tempo que a Sonae melhora significativamente a sua pegada ambiental, implementando medidas com o objetivo da eliminação, redução e reciclagem de plásticos”, explica-se em comunicado, especificando-se que “no último ano, os negócios de retalho da Sonae, onde se inclui Sonae MC, Worten e Sonae Fashion, conseguiram que cerca de 58% das suas embalagens fossem recicláveis.”

 

“Além de promover a utilização de embalagens reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis, as empresas de retalho da Sonae têm também procurado reduzir a utilização de plástico e potenciar a utilização da sua versão reciclada nas embalagens dos produtos que comercializam. Também nesta meta, a Sonae destaca-se das restantes empresas que integram o Pacto Português para os Plásticos com quase o dobro da média na incorporação de plástico reciclado em novas embalagens: 19,5% nos negócios de retalho da Sonae, sendo o valor médio em Portugal de 11%”, explica a retalhista em comunicado.

João Günther Amaral, Chief Development Officer da Sonae, afirma: “Na Sonae empenhamo-nos proativamente na proteção do nosso planeta. Conscientes da urgência do combate às alterações climáticas a que todos temos vindo a assistir ao longo dos últimos anos, trabalhamos diariamente para desenvolver soluções que nos permitam atingir a neutralidade carbónica até 2040, em todas as nossas operações. Paralelamente, investimos na identificação de soluções sustentáveis para o plástico de utilização única com origem na nossa atividade para que, até 2025, todas as embalagens de plástico dos nossos produtos de marca própria sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.”