Quantcast
Sustentabilidade

Smurfit Kappa atesta cumprimento de boas práticas laborais, sociais e ambientais

Smurfit Kappa

A Smurfit Kappa tem realizado auditorias internas e independentes, através de organismos internacionais como a Auditoria do Comércio Ético (SMETA) do Sedex ou a certificação Gold da Ecovadis, por forma a avaliar o cumprimento correto da legislação em âmbitos como o laboral (saúde e segurança, higiene, etc.), social (acessibilidade, igualdade de género, etc.) e ambiental.

“O objetivo da empresa é garantir que se cumpre internamente a legislação que regula a sua atividade, mas também as leis relacionadas com cada uma das suas unidades de negócio”, lê-se em comunicado.

Entre as operações da empresa sujeitas a estas auditorias, a Smurfit Kappa destaca as que estão relacionadas “com o respeito, a não-discriminação, evitar o trabalho forçado, o cumprimento das práticas de aquisição, a liberdade de associação e representação coletiva ou o comportamento ético”.

Além disso, a empresa de embalagens de papel e carão canelado também realiza auditorias internas aos seus fornecedores, dos quais espera “os mesmos padrões de conduta sustentável”.

No mesmo comunicado, a Smurfit Kappa revela que no ano passado avaliou 112 fornecedores através do seu Programa de Auditoria de Abastecimento Sustentável com Sete Pilares, que tem em conta aspetos como a qualidade, segurança e higiene, continuidade do negócio, produção, melhoria contínua, serviço e apoio técnico, e ambiente e desenvolvimento sustentável.

Javier Villate, quality & food safety & sustainability manager da Smurfit Kappa para Espanha, Portugal e Marrocos, assegura que “esforçamo-nos todos os dias para atingir os padrões mais elevados de governação empresarial e conduta comercial ética. Um compromisso que chega a todas as áreas da nossa empresa, ao longo de todas as nossas operações e da cadeia de fornecimento. Esta transparência é vital para cumprir os nossos compromissos sociais, laborais e ambientais que são regulados pelos nossos princípios de sustentabilidade”, conclui o responsável.