Quantcast
 

SIAL 2012: Exportações no setor alimentar com crescimento de 13 por cento

A inovação alimentar mundial revelada em Paris

Durante a visita ao stand da Portugal Foods no SIAL Paris, na passada segunda-feira, Assunção Cristas, ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, admitiu estar impressionada com o ânimo das empresas presentes na exposição. 

De acordo com a ministra, as exportações portuguesas no setor alimentar têm crescido acima da média nacional, pelo que a presença no SIAL poderá trazer mais vantagens no contacto com outros países e diversificação dos mercados. 

“Os números são muito positivos. As exportações no setor alimentar aumentam acima da média de exportações em geral em Portugal. O último dado apurado, validado e rigoroso é o de agosto, que mostra que as exportações deste setor cresceram mais 13 por cento. E este número é acima da média das exportações nacionais, o que significa que temos um setor muito dinâmico, muito vivo e com muito potencial de crescimento”, observa Assunção Cristas. 

 

No que diz respeito ao balanço global das exportações, este ainda é negativo, admite a ministra, mas acredita num futuro mais promissor. “Estamos a progredir e o objetivo a médio prazo, em 2020, é chegar a um momento de equilíbrio na nossa balança. Há sinais muito positivos”, aponta, destacando o setor do azeite, também representado no SIAL. “Este ano o setor teve umsuperavito de 30 milhões de euros. Em termos de valor já tem essa autosuficiência. Em termos de produto, de tonelagem, ainda não, mas está a caminhar a passos largos para isso”. 
A ministra visitou as vinte empresas representadas no stand da Portugal Foods, uma organização da AICEP, e revelou-se impressionada com a capacidade de inovação nacional, contrariando o panorama menos positivo que se vive a nível económico em Portugal. “Senti muito otimismo e muito interesse por parte das representações portuguesas”, referiu Assunção Cristas, lembrando ainda as empresas que participam de forma individual no SIAL, em diferentes pavilhões e fora da alçada da Portugal Foods. “Estamos a falar de mais de 40 empresas que vieram juntas ou pelo menos numa estratégia conjunta. E o que podemos ver é muito entusiasmo, com as exportações a crescer. Os produtos portugueses do setor alimentar têm despertado muito interesse pelo mundo fora e hoje as geografias onde estão os nossos produtos são cada vez mais diversificadas”. A inovação pode e deve ser o caminho, afirma a ministra: “Provei dois produtos completamente novos nesta feira, o que significa de facto que estamos com os olhos postos naquilo que é acrescentar valor àquilo que é a nossa matéria-prima, que é de grande qualidade, mas que pode ser muito valorizada”. 
O SIAL Paris, a maior feira europeia para a inovação do setor alimentar, decorre até à próxima quinta-feira. 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever