Quantcast
Retalho

Retalho de luxo atento às cripto: Tag Heuer junta-se ‘à onda’

Durante os últimos meses as tendências no retalho aceleraram e como forma de não perder o comboio da inovação, várias são as marcas a apostar na Web3.

Agora, depois de várias outras marcas, a Tag Heuer, marca do portefólio da LVMH, anunciou estar a entrar no metaverso e nas cripto moedas. Segundo o explicado, esta é uma das duas marcas do grupo que passará a aceitar criptomoedas de alguma forma este mês.

 

A retalhista de luxo no segmento de relógios. propriedade da LVMH, Tag Heuer, anunciou na quinta-feira passada, dia 26, que começaria a aceitar pagamentos em criptomoeda no seu site nos Estados Unidos, sendo que a Tag Heuer aceita agora aceita 12 criptomoedas através do BitPay, incluindo Bitcoin e Dogecoin, e permite transações criptográficas de até US$ 10.000.

“Como um relojoeiro de vanguarda com um espírito inovador, sabíamos que a TAG Heuer adotaria o que promete ser uma tecnologia globalmente integrada num futuro próximo, apesar das flutuações – uma que transformará profundamente a nossa indústria”, disse o CEO Frédéric Arnault numa nota de imprensa.

 

Mas a Tag Heuer não está sozinha. “A Balenciaga começará em breve a aceitar Bitcoin e Ethereum como pagamento em suas principais lojas nos EUA e online , conforme relatado pelo Women’s Wear Daily. No início deste mês, a Gucci anunciou que começaria a aceitar criptomoedas como pagamento em lojas selecionadas dos EUA . A marca de luxo até anunciou que completaria os retornos de criptomoedas em criptomoedas, em vez de oferecer crédito na loja”, explica o site Retail Dive.

Marcas de luxo como a Gucci também estão de olho nos novos desenvolvimentos de tecnologia, como tokens não fungíveis. No ano passado, a Gucci lançou colaborações NFT com grupos de artistas como 10KTF e Superplastic.