Retalho

Projeto de ecodesign do Pingo Doce já reduziu 15 mil toneladas de materiais de embalagem

Pingo Doce reduz utilização de plástico em 25 mil quilos anuais com novos cotonetes

Desde que lançou o seu projeto de ecodesign, em 2011, o Pingo Doce já reduziu cerca de 15 mil toneladas de materiais de embalagens nos seus produtos de marca própria. É com esta mensagem que arranca esta semana a nova campanha da insígnia, que marcará presença em Televisão, na Internet, nos folhetos e nos pontos de venda.

Em comunicado, o Pingo Doce explica que este projeto de sustentabilidade já abrangeu, entre 2011 e 2017, cerca de 200 produtos, e já permitiu uma poupança anual de 2000 toneladas de materiais de embalagem, sobretudo plásticos, cartão e vidro. Ao mesmo tempo, foi evitada a emissão de mais de 2500 toneladas de CO2.

“Através deste projeto, em curso há já alguns anos, procuramos reduzir o consumo de recursos naturais e promover a reciclagem dos materiais de embalagem, diminuindo a pressão sobre os ecossistemas e produzindo embalagens mais amigas do ambiente”, afirma Fernando Ventura, responsável pelos Projetos de Eficiência & Inovação Ambiental do Grupo Jerónimo Martins.

Até 2022, todo o cartão para alimentos líquidos dos produtos Pingo Doce deverá ter a certificação FSC, PEFC, SFI ou equivalente, que assegura que o material provém de florestas geridas de forma responsável. Ao nível das embalagens de plástico, o objetivo é que, a curto/médio prazo, 100% das embalagens sejam recicláveis, revela ainda a insígnia do Grupo Jerónimo Martins.