Quantcast
Retalho

Depois de testar click-and-collect, Primark avalia expansão… internacional

Primark D.R.

A Primark esteve durante os últimos meses numa espécie de teste do modelo click-and-collect. A marca ofereceu a possibilidade de, no Reino Unido, os consumidores comprarem através da internet e recolherem as suas compras em loja.

Agora, segundo o presidente da insígnia de fast-fashion, a marca poderá estar prestes a expandir o modelo para outras localizações. Porquê? Segundo Paul Marchant o teste provou que as pessoas continuam a comprar na loja e até a ampliar o sortido de artigos que compram.

 

“O click-and-collect contribui para a nossa estratégia de loja física porque atraiu mais clientes às lojas. Os clientes continuam a fazer compras de grandes cestas online para recolher na loja e, quando chegam à loja, adicionam uma segunda cesta”, começou por explicar, citado pela Retail Gazette, na conferência LIVE Retail Week x Grocer.

“Penso que o próximo estágio de comunicação em torno do click-and-collect é que estamos a perceber como expandir esse teste para mais lojas, talvez até mais mercados”, asseverou Marchant.

 

Podcast @Retail

 

O gestor, porém, defendeu que para a Primark o modelo de entrega em casa não funcionaria, porque os produtos que comercializa acabam por ter uma valor baixo, perdendo a retalhista margem caso tivesse de ficar com o ónus do custo da entrega.

As lojas que participaram no ‘piloto’, permitiam a compra a linha de mulher e criança, sendo que estavam situadas, maioritariamente, em Londres, Noroeste de Inglaterra e Norte do País de Gales.

 

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever