Quantcast
 

Portugueses vão cortar no vestuário e idas a restaurantes

Portugueses vão cortar no vestuário e idas a restaurantes

Comer fora de casa menos vezes e comprar menos roupa são as prioridades da maioria dos portugueses face à austeridade imposta pelo Governo e pelo plano de ajuda financeira externa. Já utilização dos transportes públicos em vez do carro parece pouco ponderada. 

Um estudo de opinião da Eurosondagem para a Renascença, Expresso e Sic mostra que se, por um lado, os portugueses estão divididos quanto aos cortes na despesa do Estado, 42,8% acham que não são suficientes e 37,7% acham que sim. Uma larga maioria considera que a sua vida vai mudar em função das últimas decisões do Governo.

70% dos inquiridos diz que irá menos vezes a restaurantes, enquanto 22,2% pensam investir menos na compra de vestuário. Apenas 11% pretendem cortar no transporte privado.

 

Deixar o país em busca de melhores oportunidades e qualidade de vida é uma hipótese que, se tivessem idade ou possibilidade, 61,2% dos portugueses fariam.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever