Quantcast
Retalho

Pingo Doce regressa ao e-commerce

Colaboradores do Pingo Doce aprovam banco de horas

Duas décadas depois de ter criado o primeiro supermercado virtual do país – o Pingo Doce Online -, que viria a fechar em 2003, o Pingo Doce anunciou que irá regressar às vendas online, através de um acordo com a Fonte-Online, que detém a plataforma Mercadão que agrega também a Mais Bem Estar (área de saúde e cosmética do Pingo Doce) e marcas como a Arcádia e a Science4You.

De acordo com o Jornal de Negócios, através do Mercadão, o Pingo Doce vai disponibilizar, numa primeira fase, a sua operação de e-commerce nas regiões de Lisboa, Sintra, Porto e Matosinhos e no verão deverá chegar ao Algarve, com mais de 6 mil produtos disponíveis para entrega em casa.

O Jornal de Negócios, que cita uma fonte da Jerónimo Martins, revela que “não se trata de um teste, trata-se de uma parceria que poderá ser alargada” a outras zonas do país. Para além disso, a companhia avança que o e-commerce não tem sido até aqui opção porque as suas 400 lojas permitem “estar junto dos consumidores e oferecer frescura e conveniência” e ainda porque a percentagem de portugueses que compram alimentos frescos online “ainda é bastante reduzida”. Ainda assim, o retalhista defende que “tratando-se de uma ferramenta importante de contacto e de relacionamento com um consumidor que está cada vez mais ‘digitalizado’, é um assunto que monitorizamos atentamente”.

De acordo com a plataforma Mercadão, as entregas dos produtos do Pingo Doce irão realizar-se de segunda-feira a sábado, entre as 10h e as 20h. Os responsáveis pela plataforma explicam ainda em comunicado que “o serviço é prestado por uma rede de personal shoppers, colaboradores do Mercadão que recebem as encomendas, recolhem os produtos nas lojas e os entregam em casa dos clientes. Tudo isto a partir de duas horas e com uma janela de entrega de apenas 30 minutos. Sem limite de produtos. Além de ser rápido, a plataforma permite que o cliente acompanhe online o estado da sua encomenda e possa contactar o personal shopper caso surja algum imprevisto.”