e-commerce

Mercadão destacado como “Marca do mês”

O Mercadão teve um desempenho considerado “excepcional” no e-commerce nacional, mantendo-se como Marca do Mês pelo nono mês consecutivo, por apresentar o melhor índice de satisfação conforme noticiado pelo mesmo Portal da Queixa.

O marketplace, que surgiu em 2018 como pioneiro, com entregas em duas horas do Pingo Doce e outras retalhistas, viu as suas vendas aumentarem exponencialmente em comparação com o período pré-pandemia.

O rápido crescimento da procura trouxe desafios e, segundo informa a empresa em comunicado, para manter a qualidade do serviço o Mercadão investiu em formação, numa solução de e-learning para apoiar os novos shoppers, e em novos processos de higiene e segurança (distribuição de máscaras e gel desinfetante aos shoppers bem como novos procedimentos de higienização).

“Este investimento foi crítico para a qualidade do serviço prestado pelo Mercadão”, afirma Gonçalo Soares da Costa, CEO do Mercadão.

“Temos mais shoppers nas cidades onde já estávamos presentes e abrimos novas áreas de entrega, para chegar a cada vez mais portugueses, acrescenta o responsável.

Das novas áreas destacam-se Caldas da Rainha, Marinha Grande, Malveira, Leiria, Évora, Setúbal, Montijo, Barreiro, Viana do Castelo e Viseu, expansão no Algarve, desde Lagos até Tavira, e a entrada na ilha da Madeira, com operação no Funchal e Caniço.

“Não subimos a taxa de entrega, que continua a ser gratuita em compras acima de 100 €, sem nenhuma taxa de serviço ou urgência; é mesmo gratuito”, condições válidas mesmo para as entregas no mesmo dia, que pesam cerca de 60% do total, segundo a empresa.