Retalho

Já há datas para a abertura das primeiras 4 lojas Mercadona em Portugal

Já há datas para a abertura das 4 lojas Mercadona em Portugal

A pouco menos de um mês da abertura da primeira loja Mercadona em Portugal – a 2 de julho, em Canidelo, Vila Nova de Gaia – o grupo espanhol anuncia as datas para as restantes aberturas durante o mês de julho.

Tal como Juan Roig, presidente do Conselho de Administração da Mercadona, tinha avançado na conferência de imprensa dos resultados referentes a 2018, os planos do maior retalhista espanhol passavam por abrir quatro lojas durante o mês de julho a um ritmo de uma unidade por semana.

Três anos depois do anúncio do projeto de internacionalização da Mercadona em Portugal, a companhia avança, agora, com as seguintes datas e localizações: Sousa Aroso, Matosinhos (9 de julho); Vermoim, Maia (16 de julho) e Fânzeres, Gondomar (23 de julho).

Já há datas para a abertura das 4 lojas Mercadona em PortugalAlém disso, a Mercadona concluiu recentemente a construção do Bloco Logístico na Póvoa de Varzim, num terreno de 50.000 m2, que abastecerá os supermercados da cadeia da zona norte de Portugal. Este bloco logístico conta com 2 naves de 12.000 m2, preparadas para armazenamento de produtos secos, refrigerados e congelados, com a localização estratégica a permitir comunicar facilmente com o bloco logístico existente no norte de Espanha, em Villadangos del Páramo, na província de Leão.

Antes de abrir as lojas, a Mercadona quis dar a conhecer o projeto aos seus vizinhos e à sociedade portuguesa no geral, através de várias ações, que reúnem um objetivo comum: dizer “Obrigada” a todos que ajudaram a tornar possível o primeiro projeto de internacionalização da empresa líder do setor da distribuição em Espanha.

No âmbito da política de gestão proativa com a Sociedade em que se insere, a Mercadona deu início no dia 27 de maio, em Canidelo, às Sessões de Apresentação às comunidades de vizinhos próximas das lojas. Com o objetivo de apresentar a empresa e o seu Modelo e de dar a conhecer aos futuros “Chefes” (nome pelo qual a empresa designa os Clientes) o que vão poder encontrar brevemente nos seus supermercados.

As restantes seis lojas – São João da Madeira, Barcelos, Braga, Ovar, Gaia, Porto – têm previsão de abertura ao longo do segundo semestre de 2019.

Cada supermercado Mercadona terá entre 50 a 60 trabalhadores, tendo Juan Roig afirmado que terminará 2019 com 1.000 funcionário em Portugal, referindo ainda, durante a conferência de imprensa do passado mês de março que o número de lojas “está sempre em atualização”.

Na altura, o presidente do Conselho de Administração da Mercadona afirmou Portugal poderá vir a ter entre “150 a 200 lojas” no nosso país. Sem avançar qual o ritmo de abertura/expansão, Roig admitiu, contudo, que “não será por falta de dinheiro que deixaremos de investir em Portugal”, depois de revelar que, desde 2016, a Mercadona já investiu 160 milhões de euros, sendo que só no ano passado (2018) foram 60 milhões.

Certo é que das 150 a 200 lojas, 70 ficarão localizadas a Norte e as restantes irão ficar na região Centro e Sul, embora não tenha especificado onde.