Retalho

H&M abre 390 lojas e fecha 170

Vendas da H&M no primeiro trimestre abaixo das expetativas

A H&M anunciou esta quarta-feira (31 de janeiro) um crescimento nas vendas de 4% em 2017. Apesar do ligeiro incremento, os lucros da companhia caíram cerca de 13%, para um total de 1,6 mil milhões de euros, o que deverá ter levado o retalhista a decidir fechar 170 lojas ainda este ano e a rever o número de aberturas previstas, que se fixa agora nas 390 unidades.

De acordo com Karl-Johan Persson, CEO da H&M, “a indústria da moda está a mudar muito rapidamente. No coração da transformação está a digitalização que está a impulsionar a necessidade de transformar e repensar cada vez mais rápido”.

No rol de novidades anunciadas pela H&M para 2018, destaque para abertura de lojas online em três novos mercados – Índia, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos – e para a chegada das lojas online da H&M e H&M Home ao gigante de e-commerce chinês T-mall já em março deste ano.

Destaque ainda para o lançamento de uma nova marca, a Afound. De acordo com a empresa, a Afound será um marketplace online que irá comercializar marcas de moda e lifestyle, tanto do grupo como pertencentes a outras empresas, e estreia-se na Suécia, com a abertura de uma loja física em Estocolmo em paralelo com o lançamento online.

De resto, a H&M revela em comunicado que planeia abrir 390 novas lojas e fechar um total de 170 unidades, o que se traduzirá em 220 novas lojas no seu portfólio, com as primeiras já planeadas para o Uruguai e para a Ucrânia.

2 Comments