Quantcast
Economia

EuroCommerce reivindica ajuda para fazer face à inflação

EuroCommerce reivindica ajuda para fazer face à inflação

A diretora-geral do EuroCommerce, Christel Delberghe, comentou o impacto da inflação no setor do comércio e pede ajuda para mitigar a crise de preços. Christel Delberghe referiu que o setor do retalho e grossista”(…) está a enfrentar uma tripla pressão com consumidores que negoceiam e que compram menos, à medida que lutam com uma crise de custo de vida sem precedentes, impulsionada pelos custos da energia”. Para além disso, a diretora-geral do EuroCommerce, afirmou que retalhistas e grossistas”(…) precisam que os governos ajudem com os custos da energia e evitem tomar medidas” como a imposição de preços arbitrários ou de impostos adicionais.

Uma das medidas que o EuroCommerce pede aos governos nacionais é o apoio aos esforços do setor do retalho para a diminuição do consumo de energia.

 

Outra das medidas mencionadas foi a ajuda no âmbito do Quadro de Crise Temporária revisto da UE, de modo a evitar a falência do setor e a diminuição da pressão de aumento de preços para os consumidores, devido ao aumento dos custos provocado pela guerra na Ucrânia assim como pela crise energética e, por fim, impedir medidas mal concebidas que abordem o preço dos produtos assim como a implementação de impostos adicionais.