Quantcast
comércio a retalho

Confiança dos consumidores volta a cair

Confiança do consumidor desce e economia é principal preocupação

A confiança dos consumidores portugueses voltou a cair no mês de maio, ao contrário do movimento de recuperação que se observava desde janeiro.

De acordo com o INE, o indicador de confiança caiu devido à avaliação negativa que as famílias fazem da evolução económica do país e à evolução das suas poupanças.

Por sua vez, o indicador de clima económico, que mede o pulso à confiança entre os empresários, continuou a recuperar durante este mês, em setores de atividade como Indústria Transformadora, Construção e Obras Públicas e Comércio e Serviços.

 

Comércio a Retalho regista variação homóloga menos negativa

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma diminuição homóloga de 2,6% em abril (variação de -5,7% no mês anterior). Em abril, os índices de emprego, do número de horas trabalhadas ajustadas dos efeitos de calendário e das remunerações, apresentaram taxas de variação homóloga de -4,8%, de -7,4% e de -6,2%, respetivamente.

 

Já o índice de volume de negócios no comércio a retalho passou de uma variação homóloga de – 5,7% em março para – 2,6% em abril. Esta variação menos negativa deve-se sobretudo ao comportamento do índice do agrupamento de Produtos alimentares, que registou uma taxa de variação homóloga de 3,3% em abril (diminuição de 2,5% em março). O índice relativo aos Produtos não alimentares passou de uma variação homóloga de -9,1% em março para -8,7% em abril.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever