Quantcast
Retalho

Biedronka regista 8,1 mil M€ de vendas nos primeiros nove meses do ano

Jerónimo Martins investirá entre 700 e 750 milhões de euros em 2019

As vendas da Biedronka, insígnia polaca do Grupo Jerónimo Martins, atingiu vendas de 8,1 mil milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, um crescimento de 13,1% face ao período homólogo.

Nos primeiros nove meses do ano, a Biedronka abriu 46 novas lojas e fez 335 lançamentos de marca própria. Em comunicado, a empresa refere que “manteve a sua estratégia de enfoque nas vendas, utilizando as promoções, a publicidade e o cartão de fidelidade como instrumentos fundamentais para o crescimento das vendas LFL”.

“Num mercado em que os vários retalhistas alimentares têm investido fortemente em campanhas promocionais, a Biedronka tem reforçado a atratividade das suas campanhas. Nos primeiros nove meses do ano, a Biedronka produziu 35 campanhas de televisão e cerca de 100 folhetos promocionais. Destaque para a segunda edição do ‘Gangue dos frescos’ que, para além de incentivar ao consumo de fruta e legumes, teve também uma vertente solidária que reverteu para a Caritas Polska”, acrescenta a empresa.

No mesmo período, a Hebe registou vendas de 115 milhões de euros, 36% acima do valor obtido no ano passado. Nos primeiros nove meses do ano, a insígnia abriu um total de 14 novas lojas, contando agora com 166 unidades.

A Ara, na Colômbia, atingiu vendas de 286 milhões de euros, um crescimento de 77,8% face ao período homólogo. Nos primeiros nove meses do ano, a insígnia abriu 92 novas lojas, atingindo um total de 312 localizações.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever