Quantcast
Retalho

Amazon apresenta primeiro trimestre sem lucros em sete anos e ações caem 10%

Com o e-commerce a crescer de forma exponencial nos últimos dois anos, a Amazon sofreu o seu primeiro revés, desde 2015, apresentando resultados para o primeiro trimestre com impacto negativo.

Segundo o anunciado pela plataforma, esta foi a primeira vez, nos últimos sete anos, em que a retalhista perdeu dinheiro, nomeadamente 3,8 mil milhões de dólares, obrigando a uma revisão das suas margens e uma queda das ações de 10%.

 

De acordo com o noticiado, também as despesas da Amazon aumentaram nos últimos 12 meses como resultado do seu investimento na empresa de automóveis elétricos Rivian, sendo que a retalhista lida ainda com outros ‘problemas’.

Num dos seus centros de distribuição, nomeadamente na cidade de Nova Iorque, foi votado um plano para a criação do primeiro sindicato da Amazon nos EUA, resultado que a empresa está a contestar.

 

Também o aumento dos custos de combustível implicou um aumento de custos das entregas, isto num momento em que o rendimento dos consumidores, de forma geral, por causa da inflação, está a descrescer.

“Este foi um trimestre difícil para a Amazon, com tendências em todas as áreas-chave do negócio indo na direção errada e uma perspetiva fraca para o segundo trimestre”, disse o analista principal da Insider Intelligence, Andrew Lipsman, à Reuters.