Quantcast
Sustentabilidade

Aldi Nord reduziu 48,3% das emissões de GEE face a 2015

A Aldi Portugal chegou à localidade de Casal do Sapo, na freguesia da Quinta do Conde (Sesimbra), abrindo a sua 15.ª loja em Setúbal.

O Grupo ALDI Nord revelou que, no ano passado, atingiu o objetivo de reduzir 40% de emissões de gases com efeito estufa (GEE), em comparação com os valores de 2015, o que permitiu alcançar uma poupança de 48,3%, no conjunto das emissões de âmbito 1 e 2 (relativamente ao ano de base de 2015). O anúncio surge na sequência da divulgação do seu mais recente Relatório de Sustentabilidade.

Em comunicado, o grupo informa que o cumprimento das metas climáticas definidas para 2021 teve por base a mudança para a energia verde em quatro países onde está presente (Bélgica, Alemanha, Espanha e Países Baixos), bem como outras medidas de eficiência energética aplicadas em loja, processos logísticos e centros de distribuição.

 

Os sistemas fotovoltaicos, colocados nos telhados das lojas e centros de distribuição, já produziam mais de 94 500 MWh de eletricidade em 2021. O valor significa uma poupança de aproximadamente 17 840 toneladas de emissões de CO2e em 2021.

A par desta poupança, cerca de 72% da eletricidade gerada por energia solar é atualmente utilizada em todo o grupo, sendo que a restante é inserida na rede elétrica.

Compromisso com novas metas climáticas 

 

Após ter alcançado os objetivos para 2021, o Grupo ALDI Nord desenvolveu uma nova estratégia climática e estabeleceu Science Based Targets. Estas metas aplicam-se a todas as emissões geradas direta ou indiretamente pelas atividades comerciais do ALDI (âmbito 1 e 2) e às emissões indiretas que ocorrem na cadeia de abastecimento (âmbito 3).

Entre as metas aprovadas encontra-se a redução da pegada de carbono da empresa. Até 2030, o Grupo compromete-se a reduzir as suas emissões absolutas de gases com efeito de estufa de âmbito 1 e 2 em 55% (considerando o ano de base de 2020).

 

Além disso, o Grupo compromete-se a que, pelo menos, os fornecedores que representam 75% das emissões da sua cadeia de abastecimento, no segmento de “bens e serviços adquiridos”, adotem metas de base científica até 2024.

Em relação à redução das emissões de GEE, até 2030, o ALDI pretende que todos os países do Grupo utilizem 100% de energia renovável.

Portugal: crescimento da certificação de produtos sustentáveis

 

Em Portugal, atualmente, 50% do sortido de pescado sustentável é certificado, assim como o café, com uma percentagem que supera os 75%. No que respeita a artigos não alimentares, cerca de 90% de algodão sustentável nas gamas de vestuário e têxteis para o lar já é também certificado.