Quantcast
Retalho

Aldi investe 50 milhões de euros e aposta em novo centro de distribuição

A celebrar os seus 16 anos em Portugal, o Aldi mostra-se satisfeito com o crescimento da sua rede em Portugal e depois de ter inaugurado, recentemente, o maior centro de distribuição no país, na Moita, vai agora reforçar a sua operação logística.7

De acordo com o anunciado em comunicado, a aposta da retalhista irá agora acontecer no norte do país, mais concretamente em Santo Tirso, no futuro parque industrial da Quinta Chinesa.

 

Avança o retalhista que o novo espaço logístico contará com uma área de construção aproximada de 40 mil metros quadrados, cerca de 80 cais de carga/descarga para camiões e 200 lugares de estacionamento, num investimento que ronda os 50 milhões de euros.

“À semelhança do recém-inaugurado, o futuro Centro irá permitir o abastecimento de forma mais rápida e eficiente das lojas ALDI, potenciando assim a disponibilidade dos seus produtos em todas as atuais e futuras lojas no norte do país. A conclusão da sua obra está prevista para o segundo semestre de 2024”, explica-se em comunicado.

 

Número de lojas também vão aumentar

Tendo iniciado operações em Portugal, em 2006, em Alcantarilha, no concelho de Silves, a marca está a celebrar a sua 108ª loja no país, tendo somado três aberturas desde o início do ano. Porém, o plano de expansão vai continuar, prevendo a retalhista abrir um total de 20 lojas até ao final de 2022 e chegar a novas zonas do país. Matosinhos, Guimarães, Palmela (Quinta do Anjo) e Loulé são algumas das aberturas previstas para o segundo semestre do ano, mas as novidades não ficam por aqui.

 

“Mantendo o ritmo de aberturas de 2021, ano em que foi possível inaugurar mais de 20 lojas, a ALDI ambiciona alcançar as 200 lojas nos próximos anos, com o objetivo de estar mais próxima dos clientes e poder oferecer de forma simples, rápida e diferenciadora os produtos mais frescos e de elevada qualidade ao melhor preço”, assevera-se em comunicado.

Wolfgang Graff, CEO da ALDI Portugal, adianta que “estimamos que o segundo semestre de 2022 seja um período de grande crescimento e consolidação. Não só no que diz respeito à abertura de novas lojas, mas também no que diz respeito ao desenvolvimento e à valorização das nossas pessoas. Estamos muito satisfeitos com os resultados que alcançámos nestes 16 anos e muito entusiasmados com o futuro da ALDI em Portugal. O balanço que fazemos é muito positivo.”