Quantcast
Consumo

36% das famílias deverão usar cartão de crédito nas compras para o novo ano letivo

Metade dos portugueses preparam o regresso às aulas com duas semanas de antecedência

Cerca de um terço das famílias portuguesas (36%) ponderam utilizar cartão de crédito nas compras o novo ano letivo, revela um estudo do Observador Cetelem. De acordo com o estudo, este ano há mais portugueses a expressar essa intenção do que em 2016 (27%) e o valor que preveem gastar no cartão de crédito também é 76 euros superior ao do ano passado  (312 euros).

Segundo o estudo, “embora cerca de metade dos consumidores (45%) não tencione usar esta forma de pagamento e 25% afirme não ter cartões de crédito, estes são uma opção sobretudo para 31% das famílias com filhos em idade escolar, enquanto apenas 2% dos adultos que estudam têm intenção de utilizá-lo.”

Aqueles que recorrem ao cartão de crédito esperam gastar em média 312 euros, um valor que aumenta pela primeira vez em cinco anos, apesar de ainda não atingir o valor de 2013 (376 euros).

No caso dos cartões de fidelidade, a intenção de utilização subiu consideravelmente pelo segundo ano consecutivo, passando de 58% para 69%. Estes valores são superiores quando utilizados para as compras dos filhos em idade escolar, com 71%.

“Estes meses são de grande consumo para os portugueses. Os gastos com férias e o regresso às aulas sobrecarrega o orçamento das famílias. Por este motivo, procuram diluir no tempo os gastos para gerirem melhor o seu orçamento. A opção da compra online tem vindo a ganhar mais adeptos entre os consumidores para comprar os livros escolares. O conforto e a simplicidade do processo de compra estão na base do aumento significativo deste canal, que já é a escolha de 43% dos consumidores”, explica Pedro Camarinha, Diretor Distribuição do Cetelem.

Não perca informação: Subscreva as nossas Newsletters

Subscrever