Quantcast
Sustentabilidade

Upfield é a primeira grande empresa do setor alimentar e agrícola a divulgar emissões de metano

A Upfield, empresa mundial de alimentos plant based e responsável por marcas como a Planta, desafiou as empresas do setor alimentar e agrícola a divulgarem publicamente os seus números de emissões de metano. Tal surge após tornar-se na primeira grande empresa do setor alimentar e agrícola a divulgar esses números

Em comunicado, a Upfield explica que, depois de terem sido avaliadas as fontes primárias das emissões de metano, está agora a trabalhar na eliminação total dos laticínios das suas cadeias de fornecimento nos próximos anos.

 

Os laticínios representam cerca de 1% em peso dos ingredientes da Upfield, mas são responsáveis ​​por 8% das emissões de gases de efeito estufa, uma grande proporção das quais são emissões de metano.

“A Upfield pede que as empresas de alimentos e bebidas façam um esforço público e conjunto para reduzir as suas emissões de metano por meio de métodos que incluem a diversificação de ofertas de produtos para além de carne e laticínios, inovação em métodos de produção e investimento na mudança de combustíveis fósseis para energia renovável”, nota.

 

A empresa divulga que o metano compõe 7,5% – 0,237 milhões de toneladas métricas de CO2e – do seu stock total de gases de efeito estufa, com a maioria originada pela produção de ingredientes (emissões de “scope 3”).

“Estamos a divulgar e dar a conhecer a nossa pegada de metano para estabelecer um precedente para a transparência do metano no setor alimentar. Queremos ajudar a estabelecer uma metodologia para medir e divulgar os valores de metano e incentivar ações para reduzir rapidamente este gás de efeito estufa tão nocivo. Se existe uma maneira melhor de divulgar o metano, gostaríamos de ouvi-la”, afirmou a diretora Global de Sustentabilidade & GSA, Sally Smith.

 

A pegada de metano da Upfield é baseada numa metodologia desenvolvida pela Anthesis, disponível através deste link.