Sustentabilidade

Sociedade Ponto Verde junta-se à Fundação Serralves para promover “cultura de Economia Circular”

Sociedade Ponto Verde junta-se à Fundação Serralves para promover “cultura de Economia Circular”

A Sociedade Ponto Verde (SPV) tem agora o estatuto de ‘Fundador de Serralves’. Esta parceria estratégia, formalizada esta semana entre o presidente do Conselho de Administração da SPV, António Nogueira Leite, a CEO da SPV, Ana Isabel Trigo Morais, e a presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho, tem como objetivo “a promoção de uma cultura de Economia Circular e o alargamento da atuação sustentável das duas entidades.”

A Sociedade Ponto Verde passa agora a estar representada no Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves, presidido, atualmente, por Emílio Rui Vilar.

António Nogueira Leite, Presidente do Conselho de Administração da Sociedade Ponto Verde, sublinha que “a SPV, enquanto entidade líder na gestão de resíduos de embalagem e promoção de uma cultura de Economia Circular, está em sintonia com os valores da Fundação de Serralves que procura novas formas de economia criativa baseada em arte, inovação, empreendedorismo e serviço à comunidade”.

“Quando falamos de um futuro sustentável, falamos de um futuro melhor para todos, onde a cultura tem um papel fulcral. A Fundação de Serralves, enquanto agente ativo da mudança de paradigma, é o parceiro ideal para unir esforços nesta área. Por isso, este protocolo não é apenas o culminar de uma aproximação institucional, mas sim o estreitar de laços com vista a reforçar o papel da Fundação de Serralves em proporcionar um melhor acesso à cultura de todos os cidadãos de Portugal, em que naturalmente as boas práticas assumem um papel paradigmático na educação para a sustentabilidade”, conclui Ana Isabel Trigo Morais, CEO da SPV.