Produção

Coca Cola admite que o coronavírus afetará primeiro trimestre

Coca Cola admite que o coronavírus afetará primeiro trimestre

A The Coca-Cola Company admitiu, recentemente, que o Coronavírus poderá vir a afetar a produção de algumas das matérias-primas que utiliza para produzir as suas bebidas.

Em informações enviadas ao regulador do mercado dos Estados Unidos da América, o maior produtor de refrigerantes mundial indica que, a partir de janeiro deste ano, “preocupações relacionadas à disseminação do novo coronavírus COVID-19 causaram uma interrupção nos nossos negócios, principalmente na China”.

A companhia norte-americana antecipa, no entanto, que o impacto nos seus negócios “seja temporário”, embora admita que haja “incerteza sobre a duração e impacto mais amplo”, admitindo, em qualquer caso, que “terá um impacto negativo no volume de e nos resultados financeiros do primeiro trimestre de 2020”. O grupo acrescenta que, no momento, “não esperamos que essa interrupção tenha um impacto significativo em todo ano de 2020”.

A Coca-Cola revela, também, que iniciou “planos de fornecimento de contingência” e que não prevê “um impacto a curto prazo devido a esses atrasos”, mas que, no entanto, “podemos ver um fornecimento mais restrito de alguns desses ingredientes a longo prazo em caso de deterioração das operações de produção ou exportação na China”.

O medo do impacto na economia mundial da disseminação do Coronavírus tem vindo a causar o colapso das bolsas de valores por todo o mundo.