Marcas

Mimosa, Gresso e Compal são as marcas mais escolhidas em Portugal

Mimosa, Gresso e Compal são as marcas mais escolhidas em Portugal

A Mimosa continua a ser a marca de FMCG mais escolhida pelos consumidores em Portugal. A conclusão é do estudo anual ‘Brand Footprint’, da Kantar Worldpanel, que fecha o top três com as marcas Gresso e Compal.

De acordo com a Kantar, a Mimosa foi retirada dos lineares 34 milhões de vezes no último ano, seguida pela Gresso e pela Compal, que foram retiradas das prateleiras 14 e 12 milhões de vezes, respetivamente.

O Top 10 das marcas mais escolhidas em Portugal inclui ainda a Nobre (quarto lugar), a Delta (quinto lugar) e Terra Nostra (sexto lugar). Milaneza, Renova, Agros e Colgate ocupam as restantes posições do Top 10.

Recorde-se que o ranking Brand Footprint mede a quantidade de vezes as marcas FMCG são compradas no ponto de venda. Entre as 50 marcas mais escolhidas em Portugal, a Dan Up foi a marca que mais cresceu em CRP’s (50%), que lhe permitiu subir 26 posições no ranking, situando-se agora na 38ª posição. A Bimbo, este ano foi a segunda marca que mais cresceu em CRP’s (no ano passado tinha sido a primeira), permitindo-lhe passar para a 19ª posição. Marcas como Comfort e Cif (ambas da Unilever) cresceram entre 20 e 30% em CRP’s e Cigala (arroz), Penacova, Cemporcento e Gresso cresceram entre 10% e 20% em CRP’s.

Apesar de a maior parte das marcas presentes no Top 50 serem de alimentação e bebidas, existem também marcas de higiene e beleza e de cuidado do lar. A Colgate e Nivea são as únicas marcas de higiene e beleza presentes no Top 50 e as mais escolhidas em Portugal neste setor, estando na 10ª e 13ª posição, respetivamente. Relativamente a cuidado do lar, Renova (oitava posição), Cif (26 posição), Fairy (31ªposição), Sonasol (33ª posição) e Comfort (47ªposição), sendo também as únicas marcas de cuidado do lar presentes no Top 50.

Marta Santos, Manufacturers Sector Director da Kantar Worldpanel, sublinha que “o ranking Brand Footprint da Kantar mostra claramente que as marcas que aumentam a sua base de compradores conseguem alcançar o crescimento. Num mercado de soma zero como o FMCG em Portugal, é crucial que as marcas continuem a diferenciar-se e a apostar em estratégias de conquista de novos consumidores, sendo este o driver fundamental para uma performance positiva”.