- Distribuição Hoje - https://www.distribuicaohoje.com -

Há novo ‘acordo’ para redução de açúcares nos refrigerantes (europeus)

refrigerantes Distribuição Hoje

A UNESDA [1] – Soft Drinks Europe, organização que representa a indústria de bebidas refrigerantes na Europa, anunciou esta terça-feira, dia 29 de junho, ter chegado a um novo compromisso para reduzir em mais de 10% a média de açúcares adicionados em bebidas refrigerantes, entre 2019-2025, em toda a UE-27 e no Reino Unido.

Segundo comunicado enviado às redações, esta medida, caso se torne efetiva, representará em termos práticos uma redução geral de 33% na média de açúcares adicionados nas últimas duas décadas, sendo que entre 2015 a 2019 a redução média foi de 14,6%, e de 2000 a 2015 esta redução foi de 13,3%.

 

A PROBEB [2] – Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas, enquanto membro da UNESDA, assume também os compromissos daquela organização europeia, mostrando alinhada quanto à sua atuação para a persecução destes objetivos.

“No âmbito do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS), alinhado com a Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável (EIPAS), a PROBEB assinou em maio de 2019, com a APED (Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição), o compromisso sectorial de reformulação no qual já se comprometiam, até 2022, com a redução de 10%, em média ponderada, do teor de açúcar, na categoria de bebidas refrigerantes. No final de 2019 a indústria já tinha reduzido 11,4%, valor acima da meta estabelecida”, assume-se em comunicado.

“Já antes, em 2016, a PROBEB assumiu perante o Ministério da Saúde o compromisso monitorizado de reduzir em 25%, no mínimo, o teor calórico dos refrigerantes entre 2013 e 2020. Entre 2013 e 2019 foi alcançada uma redução de 30,5%”, sintetiza-se para finalizar.