Publicidade

Mercado publicitário nacional cresce quase 6% em 2018

Mercado publicitário nacional cresce quase 6% em 2018

O mercado publicitário global vai crescer 7,2% em 2018, atingindo 552 mil milhões de dólares em 70 países analisados pela Magna. O mercado português está em linha com a tendência geral, registando um acréscimo de 5,6% das receitas publicitárias, de acordo com as mais recentes estimativas sobre as tendências do mercado global de publicidade divulgadas pela Magna, unidade de estratégia global do Grupo IPG Mediabrands.

O mercado publicitário português crescerá, assim, para os 640 milhões de euros, com o investimento publicitário em televisão a continuar a representar a maior parte do total das receitas: 280 milhões de euros, isto é, 44% do total.

Para Alberto Rui Pereira, CEO do IPG Mediabrands Portugal, à semelhança dos anos mais recentes, “as boas notícias para o mercado nacional repetem-se. É com agrado que vemos que o nosso mercado tem conseguido manter um crescimento competitivo em comparação com o resto da Europa, resultado de um maior investimento por parte dos anunciantes. As previsões para 2019 são, portanto, prometedoras”.

O investimento no digital em Portugal deverá crescer +18% em 2019, atingindo 204 milhões de euros, um terço do total do valor global. Dentro do digital, a vertente social (+29%), vídeo (+28%) e search (+10%) continuam a liderar o crescimento, enquanto o display está em desaceleração (+3%).

Mercado mundial cresce 7,2% em 2018
Em termos globais, a Magna prevê um crescimento de 7,2% das receitas publicitárias atingindo no final deste ano os 552 mil milhões de dólares, um valor que representa uma aceleração em relação a 2017.

Esta é a maior taxa de crescimento desde 2010, quando o mercado publicitário recuperou após dois anos de recessão, e o segundo mais forte desde 2004 graças à combinação de vários fatores, entre eles o Mundial de Futebol.

De acordo com as previsões da Magna, o crescimento da publicidade digital desacelerará no próximo ano (+13%), com o digital a atrair metade do total do investimento publicitário a nível global em 2019.

Em termos de plataformas, o destaque vai sem surpresas para o digital. Os anúncios online representaram um investimento de 251 mil milhões de dólares e uma quota de mercado de 45%, um crescimento impulsionado pelo search (+16%), video (+29%), e social media (+33%). O investimento publicitário em anúncios não digitais (TV, rádio, imprensa e exterior) mantêm-se estáveis (+0,2%) nos 301 mil milhões de dólares.

Este ano o investimento publicitário global foi mais forte em países que desfrutam de um ambiente económico robusto (EUA +7,5%, China +12%, Rússia +14%, Índia +14%), enquanto a Europa Ocidental acusou um menor crescimento económico e incerteza política, conseguindo ainda assim um crescimento no digital de dois dígitos e um aumento no investimento em TV. Contributo do Campeonato do Mundo de Futebol que alavancou um crescimento interessante na Europa Ocidental (+ 4,8%).

O relatório salienta ainda que no ano passado 67, dos 70 mercados analisados, registaram algum nível de crescimento. As taxas de crescimento mais elevadas registaram-se na Argentina (+20%) e Ucrânia (+25%).

Os investimentos publicitários em televisão atingiram os 184 mil milhões de dólares (+3,4%), devido aos grandes eventos de 2018.

Já o investimento publicitário no digital (banners, vídeo, search, social media) cresceu +17% em 2018, para os 251 mil milhões de dólares, enquanto a aposta nos anúncios off-line (televisão, imprensa, rádio e outdoor) se mantiveram estáveis, com uma variação de +0,2%, para os 301 mil milhões de dólares.

Grande parte do investimento publicitário online (62%) é agora gerado por impressões e cliques em dispositivos móveis (principalmente smartphones). A publicidade em mobile cresceu 32% em 2018, enquanto para desktops se registou uma ligeira diminuição (-2%), associado ao aumento do bloqueio de anúncios e ao menor inventário disponível com a entrada em vigor do regulamento RGPD a nível mundial.

O investimento publicitário nos meios digitais representam já 46% do total do investimento de media em 2018. Esta maturidade significa que as taxas de crescimento tenderão a diminuir nos próximos anos, ainda que o investimento cresça a dois dígitos em 2019 (+13,3%), posicionando o online com quase metade do total do investimento publicitário (49%) no próximo ano.