Tendências

Continente, Pingo Doce e Nestlé são as marcas mais associadas à empatia, mas Tecnologia é que lidera

Continente, Pingo Doce e Nestlé são as marcas mais associadas à empatia, mas Tecnologia é que lidera

Continente, Pingo Doce e Nestlé são as três marcas que os portugueses, de forma espontânea, mais associam à empatia. A conclusão é do mais recente estudo Who Cares, da comOn e da Netquest, que revela ainda que a Tecnologia foi considerada a categoria de mercado mais empática, ultrapassando o retalho.

O estudo sobre a empatia das marcas em Portugal inquiriu cerca de 1000 pessoas e considerou 60 marcas agrupadas em dez categorias de mercado. “São necessários mais estudos de qualidade como este, que reflitam a realidade transformadora da sociedade atual. Estamos muito satisfeitos com a nossa participação no Who Cares, através da partilha de dados genuínos para um estudo inovador que dá voz aos consumidores e destaca o valor das suas relações com as marcas”, sublinha Joana Lacerda, Country Manager da Netquest Portugal.

Os resultados agora publicados mostram que os portugueses consideram que, no geral, as marcas estão mais empáticas. A Google foi, pelo segundo ano consecutivo, a marca que os portugueses consideraram ter mais empatia, independentemente do género, idade ou habilitações literárias. O Continente, por sua vez, é para os portugueses a marca portuguesa mais empática e é também a marca que os portugueses espontaneamente mais associam a empatia. O top 3 da recordação espontânea é completado pelo Pingo Doce e pela Nestlé.

Importa ainda referir que, apesar de considerarem que as marcas estão mais empáticas, se estas fossem pessoas, os portugueses só escolheriam 20% delas para serem suas amigas, com a Google e Olá a serem as mais referidas como uma das quais os portugueses escolheriam para ser suas amigas, caso fossem pessoas reais.

Curiosamente, o estudo indica também que as marcas mais empáticas continuam a ser vistas como se não fossem marcas. “A Google, o YouTube e o Facebook são marcas tão omnipresentes no nosso dia-a-dia que é possível que nos ‘esqueçamos’ que são marcas com as outras. A corroborar esta hipótese está o facto destas marcas serem as três mais empáticas para os portugueses, mas das últimas em recordação espontânea”, refere o documento.

Bernardo Correia, Country Manager da Google Portugal, refere que “estamos muito orgulhoso por sermos, pelo segundo ano consecutivo, a marca mais empática para os Portugueses. Na Google, a nossa prioridade são os utilizadores e as suas necessidades e, por isso, estamos muito contentes por vermos que os nossos esforços estão a ser recompensados.”