Consumo

Apenas 34% dos portugueses estão a preparar a reforma

Apenas 34% dos portugueses estão a preparar a reforma

34% dos portugueses estão a preparar-se para a reforma, seja através de contas a prazo (16%), planos poupança reforma (8%), mealheiros tradicionais (7%) ou certificados de aforro (4%). A conclusão é do mais recente estudo Observador Cetelem Literacia Financeira, que indica um aumento das intenções de poupança de 7% face ao ano passado.

“O envelhecimento da população portuguesa, fruto de vários progressos, como a melhoria da qualidade de vida, resultou também na redução acentuada da população ativa. Com este aumento da idade da reforma, parece ter aumentado também a preocupação dos portugueses com este período da vida. Segundo dados do Observador Cetelem Literacia Financeira 2019 um terço dos portugueses (34%) preparam a reforma e o método que mais se destaca é o depósito numa conta a prazo (16% contra os 12% em 2018)”, indica o estudo.

As opções de recurso aos Plano de Poupança Reforma (PPR) reúnem 8% (mais 1% que em 2018) e os certificados de aforro são a escolha de 4% dos inquiridos (2% em 2018). O recurso ao tradicional mealheiro parece ser uma tendência crescente, que aumentou 5% este ano (2% em 2018).

Em sentido inverso está o investimento em produtos bancários diversos, como Ações e Obrigações, que caem para metade, passando de 6% em 2018 para 3% em 2019. Observa-se ainda uma descida na percentagem de portugueses que nada fazem para preparar o futuro, passando de 70% em 2018 para 61% em 2019, indica ainda o Observador Cetelem.

Numa análise geográfica mais detalhada, ficamos a saber que os inquiridos que mais se preparam para esta fase da vida têm entre 25 e 34 anos (43%) e entre 35 e 54 anos (42%), com residência na região Centro (41%). As contas a prazo são o método preferido dos inquiridos entre os 25 e os 34 anos (24%), enquanto o PPR é a eleição dos inquiridos entre 35 e os 44 anos (14%).