Quantcast
Retalho

Vendas IKEA Portugal caem para 438 milhões de euros no ano fiscal 2020

ikea

As vendas da IKEA Portugal atingiram, no ano fiscal 2020 (de 1 de setembro de 2019 a 31 de agosto de 2020), 438 milhões de euros, representando, assim, uma quebra de 40 milhões de euros face ao ano fiscal anterior, em que as receitas chegaram aos 478 milhões de euros.

Apesar das receitas globais serem inferiores às do ano fiscal anterior, a IKEA Portugal destaca que, num ano atípico, a loja online registou um dos maiores crescimentos do Grupo Ingka.

De resto, a IKEA refere que “Portugal foi um dos mercados que mais cresceu em e-commerce, tendo registado um valor anual mais de três vezes superior ao ano anterior, alcançando 66,5 milhões de euros em vendas, o que não chegou para acentuar o decréscimo de 8,2% nas venda totais face ano anterior (FY19 – 1 de setembro 2018 a 31 agosto 2019).

Durante este ano, foram recebidos 12,6 milhões de visitantes nas lojas físicas e Estúdios de Planificação e mais de 46 milhões de visitas online, com a insígnia a salientar que “o ano financeiro de 2020 foi marcado, numa primeira fase, pelo favorável desempenho de vendas, expansão e transformação, com a abertura do estúdio de planificação do Seixal e de 11 Pontos de Recolha”.

Numa segunda fase, “assinalado pela imprevisibilidade de acontecimentos, como o encerramento, durante mais de 11 semanas, das lojas físicas”, a IKEA Portugal refere que “nesse período a prioridade foi assegurar o bem-estar e saúde de todos os colaboradores e clientes e, simultaneamente, manter a continuidade do negócio e assegurar o máximo número de postos de trabalho, garantindo a remuneração a 100% de todos os colaboradores”.

Grupo dono da IKEA obtém receitas superiores a 39 mil milhões de euros em 2019

Foi nesta fase que o Grupo Ingka disponibilizou 26 milhões de euros em produto para apoiar as comunidades impactadas pela pandemia de todos mercados e decidiu devolver o apoio disponibilizado pelo governo às empresas no início da pandemia. Simultaneamente, assistiu-se a uma enorme aceleração digital, que se tornou o principal ponto de contacto com os clientes IKEA, de forma a atender às novas e diferentes necessidades dos mesmos. Esta aceleração traduziu-se num aumento de 26% do número de visitantes ao site ikea.pt para os já referidos 46,1 milhões, colocando Portugal numa posição de destaque em relação a outros mercados do grupo.

“Apesar do período difícil e extraordinário que atravessamos, os nossos resultados traduzem a resiliência do negócio IKEA e a relevância da marca na vida das pessoas”, afirma Ricardo Pereira, CFO da IKEA Portugal. Apesar do encerramento temporário das lojas e do impacto que teve no negócio, “a IKEA conseguiu manter um bom desempenho”, refere Ricardo Pereira, concluindo que “estamos confiantes no futuro”.

A nível global, o Grupo Ingka obteve vendas globais de 35,2 mil milhões de euros de vendas no exercício financeiro de 2020, menos 1,5 mil milhões de euros que no exercício anterior em que as receitas ascenderam a 36,7 mil milhões de euros.

No presente ano fiscal, o grupo informo que teve 706 milhões de visitas às lojas físicas (839 milhões FY19) e 3,6 mil milhões de visitas ao site ikea.com (2,6 mil milhões em FY19). Ao longo do ano, as vendas online cresceram 60% (48% em FY19), chegando a cerca de 18% das vendas totais (11% em FY19).

No arranque do novo ano fiscal, a IKEA Portugal refere que “continuará focada em reforçar os seus três pilares estratégicos: investindo em redução de preços para assegurar uma maior acessibilidade da gama à maioria das pessoas, mantendo o investimento em proximidade, valorizando as lojas físicas, como centro de experiência e inspiração; melhorando os canais digitais e amplificando a oferta de serviços internos e com parcerias externas e, finalmente, reforçando a estratégia de sustentabilidade, com a ambição de permitir a cada vez mais portugueses o acesso a uma vida sustentável em casa.

De referir ainda que a Inter IKEA Systems B.V., proprietária do conceito IKEA e franchisador mundial da IKEA, anuncia vendas totais de 39,6 mil milhões de euros em todos os 12 grupos de franchisados, contra os 41,3 mil milhões do ano fiscal 2019.

“Isso é menos que no ano passado, mas as vendas no retalho recuperaram rapidamente. E as vendas online continuam altas, mesmo com a reabertura das lojas”, destaca Jon Abrahamsson Ring, CEO do Inter IKEA Group.

Durante o ano fiscal 2021, a IKEA expandirá a sua operação para novos mercados como México e Filipinas, com a certeza de que “vários locais também serão abertos em mercados existentes”.