Produção

Sovena cria nova área de inovação e renova marketing

Sovena_3

O grupo Sovena acaba de anunciar o desenvolvimento de uma nova área de inovação, liderada por João Basto, bem como a reorganização do departamento de Marketing, centralizando-o na direção da Loara Costa.

João Basto, na empresa desde 2013, foi o nome escolhido para liderar a área de New Ventures & Sustainability da Sovena. O gestor português esteve anteriormente responsável pelo desenvolvimento do negócio do grupo na Ásia-Pacifico, Médio Oriente e Norte de África. Criar uma nova área dentro de uma empresa com a dimensão da Sovena é, segundo o responsável, “um desafio enorme. Apesar de centenária, a Sovena foi sempre capaz de assumir uma visão inovadora, quase futurista, moldada por um carácter assente na persistência e ambição da sua liderança. Foi esta forma de ser e estar que fez com que fosse a primeira empresa do sector a controlar toda a cadeia de valor e agora, mais uma vez, demonstra o seu espírito audacioso criando em departamento totalmente voltado para o futuro, um futuro mais abrangente que não se esgota no azeite e no óleo alimentar.”

Já o departamento de marketing da Sovena foi alvo de uma reestruturação, ficando, agora, só a direção de Loara Costa. Para a nova responsável pelo marketing da Sovena, esta é “uma oportunidade única de criar sinergias entre os mercados em que a Sovena atua. O sucesso de Fula e Oliveira da Serra em Portugal e de Andorinha no Brasil, por exemplo, são resultado de estratégias consistentes e coordenadas por estruturas locais.  Mas o objetivo é muito mais lato do que os resultados das diferentes marcas. Queremos capitalizar valor e uni-las em uma mesma direção, posicionando a Sovena como um importante player na mudança de paradigma e no futuro da alimentação. Esse será o grande desafio.”

De referir que o grupo Sovena detém dois lagares e duas unidades industriais em Portugal, emprega um total de mais de 1200 colaboradores. Considerada, hoje, uma das empresas líderes no setor do azeite a nível mundial, com uma presença ativa em mais de 70 países, o grupo atingiu, em 2019, uma faturação de 1.200 milhões de euros tendo comercializado mais de 200 mil toneladas de azeite.