Retalho

Sonae abrirá mais de 200 lojas entre 2019 e 2021

Continente_2

Numa entrevista dada ao site espanhol Alimarket, a Sonae adianta que para o período de 2019 a 2021, abrirá entre 50 e 60 lojas Continente Bom Dia, entre quatro e oito Continente Modelo e cerca de 150 lojas de formatos adjacentes. Fonte da Sonae garante ainda que a expansão geográfica se centrará, preferencialmente, em “lugares urbanos, em zonas residenciais e de alto tráfico”, de modo a ir ao encontro das necessidades de maior proximidade e conveniência dos clientes.

Certa parece estar a não aposta internacional, referindo a fonte ao Alimarket que “não temos intenções de chegar a novos países”.

No que diz respeito ao período vivido com a pandemia de COVID-19, a mesma fonte da Sonae avança que, entre março e abril, a procura no Continente Online “multiplicou por seis em comparação com o mesmo período do ano passado”, materializando-se na “duplicação da capacidade de entrega diária”, tendo, por isso, reforçado a estrutura tecnológica para melhorar o desempenho do site e da aplicação devido ao alto volume de acessos.

Face ao comportamento dos consumidores portugueses, a Sonae espera que “a procura possa confirmar as tendências de consumo já registadas antes da pandemia”.

Se, por um lado, o período de confinamento tornou as compras online, além de uma solução muito conveniente, uma necessidade em vários casos, com os clientes, segundo o retalhista português a terem a oportunidade de “provar sua conveniência e a facilidade que acrescenta às rotinas diárias”, podendo, assim, “confirmar e acelerar a tendência de crescimento”, por outro, a marca própria do Continente manteve a procura durante este período de pico, sem flutuações significativas, estimando a Sonae que “deve continuar”.

Quanto à concorrência, fonte da Sonae diz que a companhia “acredita firmemente na proposta de valor” que, diz a Sonae, “combina uma posição competitiva muito forte com uma qualidade de operação que é uma referência internacional”.

Repetindo de certa forma as palavras que já tinham sido proferidas por Paulo Azevedo, aquando da sua última conferência de apresentação de resultados anuais, em março de 2019, o responsável da Sonae ouvido pela Alimarket explica que “o mercado de retalho, em Portugal, é altamente maduro e o Continente tem a seu favor a experiência e o conhecimento resultantes de mais de três décadas de atividade no país”.

“Ao longo destes anos, já vimos os principais operadores do setor chegarem a Portugal e continuamos a ser líderes, demonstrando a força da nossa marca, um argumento muito relevante num mercado muito competitivo”, conclui.