Quantcast
Retalho

Retração no consumo mais sentida na Grande Lisboa

SIBS_novembro_2020_compras_Lisboa

Foi na Região de Lisboa e Vale do Tejo que mais se acentuou a retração no consumo desde o início da pandemia, concluem os dados mais recentes do SIBS Analytics. Nesta zona do país, durante o mês de novembro, o número de compras em loja ficou 19% abaixo do que no período homólogo de 2019, um recuo ainda assim inferior à queda de 39% que esta região chegou a sofrer entre março e abril.

Já o Norte do país, as recentes medidas restritivas traduziram-se numa queda de 13% nas compras físicas no mês passado face ao ano anterior, depois de, desde julho, estarem praticamente estáveis.

No geral, todas as regiões do país registaram quebras no consumo em loja, com exceção do Arquipélago dos Açores, onde se verificou uma evolução positiva de 3%.

Mas se as compras nas lojas físicas registaram um decréscimo ao longo de 2020, o contrário foi sentido nas compras online. O SIBS Analytics mostra que, no último ano, o número de compras online em sites de comerciantes portugueses regista uma variação mais positiva do que o registado nos sites de comerciantes estrangeiros.

SIBS_novembro_2020

Só no mês de novembro de 2020, as compras online em comerciantes nacionais cresceram 83% face ao período homólogo, enquanto o aumento das compras nos comerciantes estrangeiros ficou nos 19%. “Estes dados refletem o esforço e a transformação digital de muitas empresas nacionais que souberam tirar partido da tecnologia e passar da sua estrutura física para uma estrutura online, adaptando-se à nova realidade, às novas necessidades e de acordo com as significativas alterações nos hábitos de consumo dos portugueses”, revela o SIBS Analytics.

“Os portugueses estão, também, a mudar o seu comportamento na hora de pagarem as suas compras”, refere a SIBS. “Prova disso”, adianta ainda a SIBS, ”é o facto de usarem cada vez mais o telemóvel nesse processo, tanto no online como em loja”. Neste particular, o MB WAY assume-se como o método preferencial. Nas compras em loja o incremento da utilização do MB WAY foi muito significativo ao longo de todo o ano, sendo que entre julho e outubro este crescimento foi de cerca de 350%. No mês de novembro, o aumento da utilização do serviço face a 2019 situou-se acima dos 300%. Nas compras online, o uso de MB WAY também aumentou de forma destacada, crescendo 260% em novembro, em comparação com o mesmo período do ano passado, e 61 pontos percentuais face ao mês de outubro último.

De forma generalizada, o mês de novembro voltou a registar uma quebra acentuada de 13% nas compras físicas na Rede Multibanco face ao mês de novembro de 2019, depois de uma ligeira recuperação nos meses de verão e até outubro último. Já no que se refere às compras online, para o mesmo período, verifica-se em comparação com o ano passado um crescimento de 39%, em linha com a tendência verificada ao longo do ano.

Finalmente, os dados do SIBS Analytics conclui que o valor médio das compras registado em novembro foi de 37,3 euros em loja e de 38 euros no online, com uma variação positiva de valor face ao mês de outubro de 3% e 16%, respetivamente.