Quantcast
Retalho

Retalho europeu toma medidas de prevenção contra possível 2.ª vaga

checkpoint

Tendo em conta o rápido aumento de novos casos de Covid-19 no mês passado em toda a Europa, não é de descartar que uma segunda onda atinja novamente o território comum. Os casos confirmados no continente europeu ultrapassam os três milhões, numa lista de países afetados liderada pelo Reino Unido, Espanha, Itália, Alemanha e França, segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças, (ECDC, na sigla inglesa), com base em dados de 28 de julho de 2020.

Com esta situação em mente, o setor do retalho está a melhorar as medidas para salvaguardar a saúde e o bem-estar dos seus clientes e funcionários, mediante a implementação de soluções inovadoras que permitam o respeito do distanciamento social, através do controlo dos níveis de ocupação dos respetivos estabelecimentos.

checkpoint_2

Grandes centros comerciais, grandes superfícies, supermercados ou empresas de moda decidiram instalar nos seus estabelecimentos ferramentas tais como o SmartOccupancy, a da Checkpoint Systems para controlar os níveis de ocupação em tempo real e de forma automática e assim proteger a saúde das pessoas. O objetivo é garantir o respeito do distanciamento social nas lojas e desta forma limitar o risco de possíveis contágios, cumprindo com os novos limites de ocupação.

De resto, “os clientes aceitam de maneira positiva a implementação destas tecnologias, pois permitem que realizem as suas compras com maior tranquilidade e com garantias de segurança, uma vez que se evitam os ajuntamentos que poderiam ajudar na propagação do vírus”, afirma a empresa tecnológica.

Em consequência destes novos casos e face à preocupação de um possível relaxamento das medidas de distância física neste novo contexto, os retalhistas estão a acelerar a instalação de controlos de níveis de ocupação.