Quantcast
Retalho

Lego abre 120 lojas em 2020

Lego

Depois de apresentar os resultados financeiros referentes ao 1.º semestre de 2020, indicando um crescimento nas receitas de 7% face a igual período de 2019, totalizando vendas de 15,7 mil milhões coroas dinamarquesas (um pouco mais de 2,1 mil milhões de euros), a Lego anuncia a abertura de 120 lojas até ao final deste ano de 2020.

Segundo Niels B. Christiansen, CEO da companhia dinamarquesa, fundada em 1932 por Ole Kirk Kristiansen, “quando abrimos as nossas lojas, depois do confinamento, tivemos filas às portas das mesmas”. Segundo o responsável da marca, “nas lojas nós damos a experiência da marca às pessoas, o que é impossível transmitir fora das mesmas”.

Assim, na primeira metade do ano, a Lego já abriu 46 lojas, das quais 30 na China, sendo que esse número deverá atingir os 80 pontos de venda do total de 120 lojas para o atual exercício. Refira-se que a Lego terminou o ano de 2019 com 612 lojas em todo o mundo.

De acordo com a companhia, estas aberturas servirão para “criar uma experiência de marca única para os consumidores”.

Ainda no que diz respeito aos resultados da Lego, a companhia revela que o lucro operacional aumentou 11% para 3,9 mil milhões coroas dinamarquesas (quase 525 milhões de euros), enquanto os lucros líquidos totalizaram 2,6 mil milhões de coroas dinamarquesas (cerca de 350 milhões de euros).

Mas não será só no offline que a Lego irá continuar a apostar, já que o canal digital da companhia duplicou o número de visitantes, atingindo, no final dos primeiros seis meses de 2020, mais de 100 milhões de visitas.

Prova disso mesmo foi, igualmente, o aumento significativo no envolvimento nas experiências de jogos digitais da Lego. Nos primeiros seis meses, os downloads das instruções de construção da LEGO duplicaram para dois milhões e a cada dois segundos um conteúdo era compartilhado no LEGO Life, uma app de jogos digital segura, que tem mais de 9 milhões de utilizadores em 80 países.