Responsabilidade Social

Fundação Eugénio de Almeida cria Fundo Financeiro Extraordinário de 600 mil euros

Fundação Eugénio de Almeida cria Fundo Financeiro Extraordinário de 600 mil euros

A Fundação Eugénio de Almeida anunciou, em comunicado, a constituição de um Fundo Financeiro Extraordinário no valor de 600 mil euros, para “minimizar os impactos negativos sentidos pelas pessoas, famílias e organizações sociais da região de Évora” e “promover o combate à pobreza e a inclusão social”, agravados pela pandemia.

De acordo com a fundação, “algumas das medidas do Fundo já estão em execução, como o fornecimento de refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade através da Cozinha Social e a doação de géneros alimentares ou o desenvolvimento de projetos de voluntariado para a comunidade”. Ontem, dia 18 de junho, iniciou-se a fase de candidaturas para apoio social de emergência e apoio à comunidade artística.

O Fundo, constituído por capitais próprios da Fundação Eugénio de Almeida, será aplicado ao longo do próximo ano e tem uma componente assistencial de ajudas diretas e uma componente operacional, através de vários projetos em complementaridade com outras entidades públicas e privadas.

Este Fundo integra um conjunto de 12 medidas para responder aos principais problemas identificados num diagnóstico de necessidades e impacto social, realizado em colaboração com a Universidade de Évora, que será monitorizado ao longo deste período para acompanhar de forma dinâmica a evolução do contexto socioeconómico.

Entre as medidas previstas consta a atribuição de subvenções a Instituições Particulares de Solidariedade Social, ajuda à contratação de funcionários prestadores de cuidados de saúde e apoio social, criação de laboratórios para incentivar projetos de empreendedorismo e de inovação social ou o apoio a alunos carenciados do Alentejo.