Quantcast
Retalho

Europeus gastarão mais na ‘Black Friday’ e em compras ‘online’

Black_Friday

Com a Black Friday a estender-se por mais dias por causa da pandemia, transformando-se em Black Week ou mesmo Black Month, os consumidores europeus a adaptar-se às mudanças causadas pela covid-19. A recente investigação da Kaspersky concluiu que a maior parte dos consumidores (52%) planeia fazer compras de Natal na altura dos saldos ou em dias de promoções, incluindo a Black Friday, em comparação com os anos anteriores. Além disso, um terço (34%) planeia deixar as compras para mais tarde, na esperança de conseguir descontos maiores.

Numa tentativa de aproveitar o Natal e, ao mesmo tempo, aderir às medidas de distanciamento social, os consumidores europeus tencionam ficar longe das lojas físicas para escolher os seus presentes, três em cada cinco dos consumidores (60%) afirmam estar a planear fazer a maior parte das suas compras de Natal online. Além disso, um quinto (20%) revela mesmo que este ano fará todas as suas compras festivas online, apesar de não estar habituado a fazê-las desta forma.

Com as vendas online a aumentar, o estudo da Kaspersky indica também que não se espera que a maioria dos consumidores diminua as suas despesas de Natal – apesar das recessões económicas por toda a Europa. Apenas um quarto (26%) dos consumidores planeia reduzir os seus gastos de Natal este ano, apontando como principal razão o impacto financeiro causado pela pandemia. No entanto, este número sobe para 30% nos jovens entre os 25 e os 34 anos, o grupo etário que mais perdeu o seu emprego, como consequência da pandemia.

No entanto, à medida que o número de consumidores que procuram descontos online aumenta, também aumentam os riscos a que ficam expostos para garantir grandes poupanças. Apenas 16% dos inquiridos não estão dispostos a trocar os seus dados pessoais por descontos online, evitando, assim, tornarem-se vítimas de sites falsos e de fraudes.

Com uma maior procura pelo online, também surgem mais perigos. A Kaspersky alerta os consumidores para se manterem “atentos a potenciais esquemas de venda durante a Black Friday e toda a época festiva”.

Para comprar online com confiança e evitar fraudes nas compras online, ficam os conselhos:

  • Comprar apenas em lojas online legítimas. É sempre mais seguro escrever o endereço ou selecioná-lo a partir dos seus marcadores, em vez de clicar num link. Utilize a barra de endereços do seu navegador para verificar se o website que está a visitar é genuíno e seguro, e se contém o símbolo do cadeado ou a sigla HTTPS.
  • Efetuar compras através de métodos de pagamento seguros. Pagar com cartões de crédito ou serviços de pagamento mais fortes para que as transações permaneçam protegidas.
  • Verificar os descontos. Se receber um desconto por e-mail ou mensagem, verifique que o remetente e quaisquer ligações web são legítimas antes de clicar nelas.
  • Manter o software e aplicações do seu dispositivo atualizados e proteger todos os seus dispositivos com uma solução de segurança de confiança. As soluções de segurança informática com tecnologias anti-phishing baseadas em comportamento, podem enviar notificações se estiver a tentar visitar uma página web com phishing
  • Gerir as suas palavras-passe. Os gestores de palavras-passe podem ajudá-lo a fazer compras em várias lojas, armazenando em segurança as suas credenciais.