Pagamentos

Emissão de referências multibanco dispara

pagamento_multibanco

A adesão das empresas aos pagamentos por referência multibanco está a aumentar de forma exponencial nos últimos dias, dada a necessidade ainda maior do que o habitual de assegurar os pagamentos seguros à distância e em real-time, de modo a que todos possam ficar em casa.

A constatação é da IfThenPay que, além de indicar que as referências multibanco já eram o método preferido por mais de 80% dos portugueses, agora “apoiadas no homebanking podem fazer toda a diferença, facilitando o quotidiano de milhares de pessoas e empresas que neste momento estão a trabalhar e a viver confinadas em casa, refere o co-CEO e co-Founder da empresa, Filipe Moura,

A fintech portuguesa, especializada na emissão e gestão de referências multibanco partilhadas para empresas e que se encontra toda em teletrabalho, está a fazer um “esforço intenso” para responder ao significativo aumento de adesões de novas empresas, desde a última 2ª feira, bem como para “continuar a garantir o nível habitual de serviço de onboarding, ou seja, a ativação gratuita da utilização das referências multibanco aos comerciantes e empresas, no próprio dia ou no dia útil seguinte”.

Como exemplo, o responsável da IfThenPay dá os restaurantes, padarias, farmácias, que não podendo ter clientes nas suas salas, trabalham com serviços de take-away ou entregas ao domicílio, e com pagamentos não presenciais.

Segundo Nuno Breda, também co-CEO e co-Founder da IfThenPay,: “o aumento que se está a registar deve-se à necessidade, agora ainda muito mais premente, das empresas estarem dotadas com ferramentas seguras de pagamentos à distância e em real-time. Apesar da situação difícil em que a sociedade portuguesa se encontra com esta pandemia, os empresários portugueses já compreenderam a necessidade e a urgência da mudança, para garantir que Portugal não fica paralisado”.