- Distribuição Hoje - https://www.distribuicaohoje.com -

ASAE adere ao Movimento “Unidos Contra o Desperdício”

Logo_Unidos_Contra_Desperdicio_destaque

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) aderiu ao Movimento “Unidos Contra o Desperdício”. Esta adesão pretende dar um sinal claro da vontade expressa em facilitar as doações de excedentes e sobras de alimentos nos vários estádios da cadeia.

Para Pedro Portugal Gaspar, Inspetor-geral da ASAE, esta adesão ao Movimento Unidos Contra o Desperdício “enquadra-se na estratégia de sustentabilidade da entidade e pretende dar um sinal explícito de que quando, por alguma razão, os produtos não cumprem algum requisito legal que lhe seja aplicável, mas estão ainda aptos para ser consumidos, são encaminhados para doação, salvaguardando a saúde pública e privilegiando a luta contra o desperdício, conciliando a segurança alimentar com a solidariedade, numa lógica do que aquilo que sobra é útil a todos. Para a ASAE é importante assumir a responsabilidade social através de doações de bens alimentares numa economia que reclama ser circular, sem dúvida uma causa universal.”

Para o Movimento Unidos Contra o Desperdício, a adesão pública da ASAE a esta iniciativa cívica, que congrega várias entidades ligadas à alimentação, constitui um incentivo à doação de bens que podem ser consumidos, mas não comercializados, e permitirá analisar algumas práticas hoje instituídas em diversos sectores que condenam milhares de quilos de alimentos à destruição, quando estão em perfeitas condições de consumo.

Também a Direção Geral do Consumidor aderiu a este Movimento mostrando a sua adesão à ideia de combater o desperdício alimentar.

Os dados mostram que 1/3 da produção alimentar mundial é desperdiçada e 17% da comida é deitada fora ainda antes de chegar aos consumidores. São números que impressionam sobretudo se pensarmos nos recursos envolvidos na respetiva produção e no número de pessoas com fome que poderiam ter acesso a estes alimentos. É fundamental que o combate ao desperdício seja um conceito integrante de toda a sociedade, seja das pessoas, seja das empresas, seja dos poderes públicos e se transforme num compromisso com as gerações futuras.