Quantcast
Logística

A solução para as compras sem interação

Quando a Bloq.it foi criada, em 2019, estava longe de imaginar que em 2020 estaríamos a viver uma pandemia que nos obrigaria a todos ao distanciamento social. Com vários projetos piloto lançados no primeiro ano de atividade para demonstrar que a introdução de cacifos inteligentes em praias, centros comerciais e nas ruas de Lisboa poderia trazer conveniência, o objetivo da startup é agora provar que esta tecnologia pode ajudar a comprar com maior segurança.

Basta ter um smartphone para poder recolher compras nos cacifos inteligentes recentemente instalados no Centro Comercial Colombo, na região de Lisboa. A solução é da startup nacional Bloq.it e foi procurada pela Sonae Sierra para oferecer mais uma solução para reduzir o contacto entre lojistas e clientes, evitar a propagação da covid-19 e fintar os ajuntamentos nas lojas daquele centro comercial lisboeta.

Depois de instalar a aplicação, e de comprar numa das lojas aderentes, recebe uma notificação na app assim que o pedido estiver disponível e tem 16 horas para levantar a encomenda, acedendo aos cacifos inteligentes instalados no parque de estacionamento Colombo e que só abrem com um código enviado ao cliente na aplicação.

João Lopes, um dos fundadores da empresa que na edição 2019 da Web Summit foi eleita pelo público como a startup mais inovadora, conta à DISTRIBUIÇÃO HOJE que a ideia surgiu quando estava nos EUA a participar num programa de empreendedorismo, em Sillicon Valley.

“Conheci lá o Miha Jagodic, um dos co-fundadores, que é esloveno, e ele tinha a ideia de colocar cacifos em locais públicos para que as pessoas pudessem guardar as suas coisas. Achei a ideia interessante e como na altura estava rodeado de tecnologia pensei numa forma tecnológica de fazer a coisa, com cacifos inteligentes controlados com uma aplicação de telemóvel. Foi assim que nasceu a Bloq.it. Passados uns meses, em agosto de 2019, estávamos a lançar os nossos primeiros cacifos em praias e eventos para que as pessoas pudessem guardar objetos pessoais. Depois começámos a perceber que havia aqui mais potencial noutros segmentos de mercado mais B2B. Começámos a receber inquiries de farmácias, centros comerciais e outros negócios que estavam interessados numa solução destas. Veio uma pandemia e algumas tendências que já existiam antes, como o crescimento do e-commerce, aceleraram. Tivemos de nos adaptar”, revela João Lopes.

Um click&collect autónomo

De acordo com o fundador da Bloq.it, “em três ou quatro passos” os lojistas conseguem deixar a compra nos cacifos instalados no centro comercial. “Depois nós tratamos da parte de notificar o cliente, que só tem de ir lá buscar o objeto. No fundo é um click&collect automático e no caso do centro comercial Colombo acaba por ser um click&collect universal para as lojas todas”, acrescenta.

Para João Lopes, uma das principais vantagens da tecnologia está na redução de custos, até porque aqui não há as infraestruturas pesadas frequentemente associadas a uma operação de e-commerce.

“Uma das vantagens face ao e-commerce é a entrega. Aqui não existe um custo de entrega como existe no e-commerce. A disponibilidade também é mais rápida. No e-commerce recebo a encomenda dentro de três ou quatro dias e aqui o objeto já está na loja e só tem de ser colocado no cacifo e recolhido pelo cliente. Isto é mais relevante ainda agora com a covid-19 porque as pessoas não querem entrar em centros comerciais. E pode ser uma vantagem grande para os pequenos retalhistas que muitas vezes não têm infraestruturas que possibilitem vender online nem podem alocar pessoas a um serviço click&collect. Para o consumidor final acaba por ser uma experiência melhor porque é mais fácil controlar uma experiência com cacifos autónomos do que com colaboradores”, defende.

Sobre o futuro, a Bloq.it não quis revelar grandes planos, mas promete a entrada em novos segmentos de mercado, nomeadamente as plataformas de classificados. “Para já estamos a fazer este piloto no centro comercial Colombo, mas já houve algumas conversas para fazermos uma expansão para outros centros da Sonae Sierra, contudo ainda não está nada confirmado. Além disso, estamos a explorar parcerias com outros retalhistas e aqui estamos a falar de retalhistas com maior ‘poder’, chamemos-lhe assim, e com lojas em vários locais. Ainda na perspetiva do e-commerce, temos estado a trabalhar também em cacifos para a recolha de encomendas online e no mercado do armazenamento de objetos, nomeadamente em plataformas de classificados. Sabemos que um dos principais pain points de plataformas como o OLX está no facto de as pessoas terem de se encontrar fisicamente. Já estudámos essa possibilidade com eles, ainda não podemos avançar nada, mas é um mercado que nos interessa bastante porque tem bastante potencial. Acho que muito em breve vamos atuar em todos estes mercados. A nossa tecnologia tem a particularidade de permitir vários usos diferentes”, conclui João Lopes.

Para já, garantida está a entrada dos cacifos inteligentes da Bloq.it nas escolas nacionais. Através de uma parceria com a empresa de material mobiliário escolar Nautilus, a startup portuguesa desenvolveu uma solução para que os alunos possam guardar livros, malas, cadernos e até computadores nos cacifos, reduzindo o contacto com os responsáveis da instituição e evitando tocar neles com as mãos ou usando chaves.

De acordo com a empresa, os cacifos inteligentes instalados nas escolas contarão com dispositivos que permitem carregar telemóveis ou computadores lá dentro e estarão disponíveis para os vários ciclos de estudo e faixas etárias dos alunos, não representando um custo para os alunos, uma vez que a gestão caberá às escolas que os adotarem.