Quantcast
Economia

Vendas no retalho aumentaram 3,3% no segundo trimestre de 2022

As vendas no comércio a retalho aumentaram 3,3% durante o segundo trimestre de 2022, quando comparado ao período homólogo. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), no primeiro trimestre, o crescimento face ao ano anterior tinha sido superior, com mais 12,9%. As vendas de produtos alimentares diminuíram 1,7% (-1,1% no 1.º trimestre de 2022). Mas o crescimento de 7,3% (26,4% no trimestre anterior) nos produtos não alimentares compensaram a queda geral.

Analisando os valores de junho, o índice de volume de negócios no comércio a retalho apresentou uma variação homóloga de 3,3%, acelerando 0,9% face ao registado no mês anterior. Enquanto os produtos alimentares, registaram uma quebra de 0,4% face ao mesmo mês no ano passado, o valor cresceu 0,4% face à variação homóloga no mês de maio deste ano. A venda de produtos não alimentares acelerou 1,2%, alcançando uma variação homóloga de 6,1%.

 

Em termos nominais, o índice agregado passou de uma taxa de variação homóloga de 12,7% em maio para 15,3% em junho, continuando a evidenciar efeitos pronunciados nos deflatores implícitos. As variações dos índices dos agrupamentos produtos alimentares e produtos não alimentares situaram-se em 13,9% e 16,4%, respetivamente (11,5% e 13,8% no mês precedente, pela mesma ordem).

Os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas registaram variações homólogas de 2,9%, 4,7% e 1,1%, respetivamente (2,8%, 7,6% e 2,2% em maio, pela mesma ordem).