Quantcast
Retalho

Retalhistas britânicos ‘deixam cair’ prazos de validade? Eis alguns casos

Os retalhistas britânicos estão a intensificar medidas para retirar de um longo sortido de produtos as datas de validade. Vários são os exemplos que chegam do Reino Unido, sendo que mesmo as cadeias que comunicam para públicos-alvo de maior rendimento estão a tomar esta medida.

Com a inflação a ser um claro problema para o conjunto da população britânica, a partir de setembro esta iniciativa ganhar mais peso, sendo que a ideia é que o consumidor, usando as suas ferramentas, consiga avaliar concretamente o que está a consumir.

 

Em termos concretos, explica-se que, por exemplo, a Morrisons foi a pioneira neste âmbito, removendo a validade de 90% de suas marcas de leite, incentivando os clientes a cheirá-lo para avaliar o seu frescor. Da mesma forma, a Asda, terceiro maior operador do Reino Unido, fez o mesmo com quase 250 referências de frutas e legumes.

Mas nem apenas estas marcas tomaram estas medidas. Insígnias tradicionalmente voltadas para consumidores de maior poder aquisitivo, como Waitrose e Marks & Spencer, também estão a dispensar este tipo de informação. A primeira já a eliminou em mais de meio milhar de produtos frescos, enquanto sua concorrente fez o mesmo com 300 referências.