Quantcast
Retalho

Queixas relacionadas com Black Friday disparam 70%. Burlas representam 30%

Apesar de ser um ‘evento’ do passado, a Black Friday continua a dar que falar. Depois dos dados que já são conhecidos, nos últimos dias foram divulgados dados relacionados com queixas apresentadas pelos consumidores.

Segundo o explicado, apesar dos muitos os avisos feitos aos consumidores pelas várias entidades relacionadas com o ecossistema do consumo, desde marcas, marketplaces, organizações ligadas ao consumidor, até aos organismos governamentais, forças de segurança e inclusive o setor bancário, as queixas relacionadas com burlas pesaram 29% nas reclamações relacionadas com a Black Friday, revela uma análise do Portal da Queixa.

 

Tendo o volume de queixas apresentadas subido 70%, entre 1 de novembro e 1 de dezembro de 2021 – período em que decorreram as grandes promoções enquadradas na Black Friday -, foram registadas no Portal da Queixa 709 reclamações relativas à Black Friday, um aumento de 70% face ao período homólogo, onde se verificaram 416 reclamações.

Segundo os dados divulgados, entre os principais motivos de reclamação apresentados pelos consumidores através do Portal da Queixa, estão problemas relacionados com burlas (29%), dificuldades na entrega do produto (26%) e falhas no apoio ao cliente e pós-venda (25%).

 

A análise realizada permitiu igualmente identificar quais as categorias com o maior volume de reclamações, sendo que a área da Informática, Tecnologia e Som absorveu 50% das queixas dos consumidores. A segunda categoria mais reclamada foi Compras, Moda e Joalharia, ao reunir 37% das reclamações.