Quantcast
Economia

Preço dos alimentos: Depois de valor histórico, abril ficou marcado por descida

O índice de preço dos alimentos, avaliado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), voltou a descer em abril depois de em março ter atingido valores históricos.

A queda de 0,8% face ao mês de março, deve-se sobretudo a quedas modestas no preço de óleos vegetais e cereais, com o índice de preços, no passado mês, a atingir 158,5 pontos.

 

O índice de preços de óleos vegetais diminui 5,7% em abril, perdendo praticamente um terço do aumento registado no terceiro mês de 2022. Também nos cereais se sentiu uma queda, com o índice a descer 0,7 pontos, fruto também de uma queda no preço mundial do milho (3%).

“O ligeiro declínio no índice é um grande alívio, particularmente para os países de baixos rendimentos e com défices alimentares, embora os preços dos alimentos ainda se mantenham perto dos picos recentes, refletindo a persistente escassez de oferta nos mercados e colocando um desafio à segurança alimentar das pessoas mais vulneráveis em todo o Mundo“, indica o economista chefe da FAO, Maximo Torero Cullen.