Quantcast
Economia

Confiança dos consumidores e clima económico sobem em julho

Consumo 'in home' cresce 5,4%

O Instituto Nacional de Estatística anunciou hoje os valores relativos ao indicador de confiança dos Consumidores, verificando-se aumentou deste indicador em julho, após ter diminuído no mês anterior, mantendo-se num patamar relativamente estável desde a segunda queda mais intensa da série registada em março, só superada pela de abril de 2020 no início da pandemia.

De acordo com o comunicado, o saldo das opiniões dos Consumidores sobre a evolução passada dos preços aumentou nos últimos dez meses, prolongando a trajetória acentuadamente ascendente iniciada em março de 2021 e atingindo o valor máximo da série.

 

Relativamente ao indicador de clima económico, este também aumentou em julho, depois de ter diminuído em maio e junho, permanecendo num nível inferior ao observado em fevereiro quando tinha atingido o máximo desde março de 2019.

Os saldos das expectativas dos empresários sobre a evolução futura dos preços de venda diminuíram em todos os setores, após terem registado máximos em junho na Construção e Obras Públicas, em abril na Indústria Transformadora e nos Serviços e em março no Comércio”, explica-se me comunicado.