Quantcast
Economia

Compras online em Portugal atingem os 10 mil milhões de euros em 2021

Compras online em Portugal atingem os 10 mil milhões de euros em 2021

O mercado e-commerce B2C cresceu 36,2% em 2021, atingindo os 10 mil milhões de euros. A conclusão é do CTT e-Commerce Report de 2022.

Segundo explicado em comunicado, cerca de cinco milhões de portugueses adultos realizaram compras online em 2021, mais meio milhão do que em 2020.

 

Existe uma forte incidência nos grupos etários entre os 18 e 44 anos. No entanto, a maioria dos novos aderentes pertencem a faixas etárias mais altas. Igualmente importante é a crescente adesão das mulheres às compras online: as mulheres ultrapassam os homens e pesam cerca 52% do total de compras online. Os compradores online continuam a ter um perfil socioeconómico claramente superior à média nacional.

Em média, os e-buyers fizeram 20,6 compras online de produtos físicos. 73% dos compradores online fazem, pelo menos uma compra por mês, e 13% compram online todas as semanas. Com um valor médio de 54,50 euros, é estimado que o valor gasto por e-buyer seja de 1120 euros, que representa um crescimento de 12,6% em relação a 2020. O peso das encomendas com peso inferior 500 gramas mantêm a tendência de descida (menos 2,9% que no ano anterior).

 

A facilidade de compra (68,2%) e possibilidade de comprar a qualquer hora (61,4%) são as principais razões, seguidas das relacionadas com o preço: existência de promoções (60%) e preço online mais baixo (55,8%).

A categoria mais procurada entre os e-buyers é o Vestuário e Calçado (73% dos e-buyers, mais 4,9% face a 2020). As categorias Equipamentos Eletrónicos e Informáticos, Livros e Filmes e Higiene e Cosmética são as categorias que surgem de seguida.

O lado do retalho

 

Praticamente metade dos e-sellers inquiridos (48,6%) perspetivam um incremento das vendas online no próximo ano. Apenas 15,7% perspetivam diminuição das vendas online, justificada pela reabertura das lojas físicas.

As estimativas para 2022 apontam para uma ligeira subida do total do valor das compras online, alicerçado sobretudo pela venda de serviços, com um ajustamento em baixa na venda do consumo de produtos, devido à reabertura sem limitações dos espaços comerciais este ano (ao contrário do que tinha acontecido em 2021).

Metodologia

 

A 7ª edição do CTT E-commerce Report, tem por base os resultados do estudo de mercado sobre e-commerce em Portugal promovido pelos CTT, que decorreu entre os meses de agosto e setembro de 2022. O estudo de mercado é complementado com alguns dos resultados mais relevantes da última vaga do barómetro e-commerce CTT e ainda enriquecido com o testemunho de experts de marcas relevantes do e-commerce em Portugal.  Foram realizados 500 inquéritos telefónicos a compradores online; 70 inquéritos telefónicos a retalhistas com venda online e 13 entrevistas presenciais a retalhistas com vendas online.