Quantcast
Retalho

BNPL: Estarão os portugueses recetivos a este método de pagamento?

Os últimos anos do retalho viram muito do setor tecnológico permear a atividade. Na área dos pagamentos, os sistemas de BNPL (Buy Now Pay Later) ganharam tração, com o ano de 2021 a ser o ano de afirmação deste tipo de solução.

Segundo dados recentes, este tipo de forma de pagamento deverá atingir um valor de transações globais de 680 mil milhões de dólares até 2025, dados que constam do XI Relatório de Tendências de Meios de Pagamento da Minsait Payments.

 

Contudo, se é certo que este sistema, já disponibilizado por retalhistas físicos e online e que permite financiar as compras, sem cartão de crédito, com um número concreto de prestações, está ainda a fazer o seu percurso, em termos europeus há ainda um baixo nível de conhecimento e utilização, destacando-se o Reino Unido, onde estes valores atingem 69% da população em termos de conhecimento, enquanto a sua utilização se estende a 29%.

Porém, estarão os portugueses cientes desta possibilidade? Um relatório recente da mesma empresa, a Minsait, explica que, em Portugal, o conhecimento e a utilização deste método de pagamento cai para 29% e 8%, respetivamente, em linha com os resultados de outros países europeus, como Espanha e Itália.

 

Com a concorrência em torno destes serviços BNPL a intensificar-se, as grandes empresas de tecnologia, plataformas de comércio eletrónico e fintechs estão a incorporá-los na sua proposta de valor, sendo que a perspetiva é que o mercado possa crescer rapidamente em termos europeu.