CHEP Revolucionando a Cadeia de Abastecimento

Os centros de serviço automatizados em Portugal mostram a aposta da CHEP na modernização dos seus serviços

A CHEP fornece, desde 1993, soluções sustentáveis para a cadeia de abastecimento de setores como o retalho, fast-moving consumer goods (FMCG) e automóvel em Portugal, através do seu modelo de gestão “share and reuse”. A empresa continua a apostar na inovação e na qualidade como pilares da sua estratégia na Europa, de forma a adaptar-se às mudanças e exigências do mercado e às necessidades dos seus clientes.
A inovação é, indubitavelmente, o fator diferenciador da CHEP, que está patente no investimento contínuo em sistemas de automatização, na tecnologia avançada e nos equipamentos amigos do ambiente. A empresa está agora a implementar novas tecnologias nos centros de serviço da CHEP em todo o mundo, com o objetivo de melhorar a eficiência operacional e proporcionar uma maior poupança de custos, através de programas como o COLT2020 – CHEP Operations & Logistics Technology. Este programa fornece uma explicação visual de como a tecnologia irá funcionar no sentido de melhorar a eficiência na rede de centros de serviço.
Este investimento na otimização dos centros de serviço também se reflete em Portugal, em particular no centro de serviço do Porto, que começou a funcionar de forma automatizada em 2018. Neste centro foram implementadas as seguintes tecnologias:

■ Sistema de inspeção e reparação multifuncional e automatizado para desempilhar, transportar, girar e empilhar paletes com uma produtividade de 700 paletes por hora;

■ Processos automáticos de pintura e de estampagem, utilizando cabines de pintura com pincel e sistemas de jato de tinta;

■ Pistolas de pregos com tecnologia que garante que nenhum prego sobressaia na placa superior das paletes;

■ Um medidor de humidade que controla o teor de humidade das paletes e analisa o convés superior e a superfície das paletes. Se o teor de humidade exceder um determinado valor, a palete é removida da produção;

■ Um robô que permite empilhar as paletes e separar lotes de acordo com os requisitos de produção;

O uso da robótica chega agora à maioria dos centros de serviço da CHEP com o objetivo de garantir, de forma consistente, os mais altos padrões de desempenho e conformidade, permitindo uma crescente otimização dos processos. Através de uma operação totalmente automatizada, as paletes da CHEP são constantemente inspecionadas quanto a defeitos, danos ou contaminação, permitindo dar sempre resposta a uma procura constante. Esta automatização oferece também melhores condições para os colaboradores dos centros de serviço, como uma maior segurança e ergonomia no ambiente de trabalho, com as unidades robóticas a executar tarefas como a reparação de paletes com defeito.
Através da automatização, a CHEP está a ajustar os seus centros de serviço para o futuro e, ao mesmo tempo, a fortalecer economicamente a região. Durante vários anos, o interesse na ampla oferta de paletes do modelo de pooling aumentou. Agora, mesmo durante os picos de procura, a CHEP consegue garantir a disponibilidade constante de paletes, mantendo, ao mesmo tempo, uma qualidade elevada e consistente. Os clientes são quem mais beneficia desta elevada flexibilidade e são cada vez mais os que poupam através do sistema de pooling. Isto liberta-os de ter de gerir as paletes e permite-lhes concentrarem-se totalmente no seu Core Business.
É com a combinação da tecnologia de última geração nos Centros de Serviços e os anos de experiência e de conhecimento, a par dos serviços abrangentes da cadeia de abastecimento, que tornam a CHEP o parceiro ideal para a cadeia de abastecimento: agora e no futuro.

Artigo patrocinado por