Transportes

ANTRAM apela para desafios e mudanças do setor

Congresso ANTRAM 2017

A 17ª edição do Congresso da ANTRAM começou ontem, sexta-feira, dia 20 de outubro, com a presença de Guilherme D’Oliveira Martins – secretário de Estado das Infraestruturas – na sessão de abertura. No mesmo momento,  Gustavo Paulo Duarte, presidente da Associação alertou para “a necessidade de estarmos atentos aos inúmeros e crescentes desafios e ameaças que os transportadores rodoviários de mercadorias portugueses enfrentam na Europa”.

“Os nossos colaboradores atravessam fronteiras todos os dias e, como tal, o Governo tem que olhar para nós, tem que nos proteger, mas, acima de tudo, tem que nos dizer qual será o nosso futuro”, acrescenta o responsável.

Para o presidente da ANTRAM, o objetivo passa por, no final do 17º Congresso Nacional – que tem como tema “O futuro começa hoje” – “sairmos reforçados e determinados em fazer mais e melhor pelo setor que representamos, quer as empresas quer a ANTRAM, enquanto representante dos interesses do setor”. Gustavo Paulo Duarte reitera que “este congresso possui uma relevância acrescida, uma vez que em Portugal se vivem incertezas quanto ao futuro do setor, com os custos a aumentar, nomeadamente as portagens, as taxas ambientais e os aspetos burocráticos.

O painel da tarde do primeiro dia, conta com a participação do eurodeputado Francisco Assis, do economista António Mendonça, do diplomata Fernando d’Oliveira Neves e de António Ramalho (CEO do Novo Banco) – debate os caminhos da Europa. A sessão reflete sobre o facto de termos um reforço da união ou o agravamento dos nacionalismos, sobre as medidas unilaterais de muitos Estados Membros e os seus impactos no livre mercado único e na harmonização. A regulamentação comunitária excessiva e a burocracia, a crise das dívidas soberanas, a vaga de imigrantes e o impacto do Brexit ou da situação que se vive na Catalunha são outros dos temas em análise, num painel que cruza as visões da Política Europeia, da Diplomacia, da Economia e da Gestão.

O Congresso, que decorre em Albufeira, continua durante o dia de sábado, com um programa que se inicia às 9h45 e que se prolonga até às 18h30. O futuro do transporte de mercadorias em Portugal e o camião no quadro da nova revolução do setor são dois dos grandes temas em análise.