Retalho

Mercadona em Portugal é “enorme alavanca para a entrada de produtos portugueses em Espanha”

Ministro da Economia diz que Mercadona em Portugal é “enorme alavanca para a entrada de produtos portugueses em Espanha”

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, visitou esta semana o Centro de Coinovação da Mercadona em Matosinhos. Durante a visita, a insígnia apresentou o trabalho que irá realizar a partir deste laboratório, nomeadamente uma colaboração que está a desenvolver com os seus clientes para criar uma gama de produtos para o mercado português.

O Centro de Coinovação da Mercadona em Matosinhos, um dos 13 que a cadeia de distribuição tem no mercado ibérico, conta com 1000 metros quadrados e dispõe de salas de degustação de produto, de cozinhas e outros espaços que simulam as casas dos clientes para sessões participativas.

Segundo Manuel Caldeira Cabral, “este investimento mostra a confiança da Mercadona em Portugal e abre oportunidades às empresas portuguesas para fornecerem novos produtos a este grupo, não só no mercado português mas em todo o mercado ibérico onde a rede tem já 1614 supermercados a operar. Em 2016, a Mercadona comprou 56 milhões de euros a empresas portuguesas. É por isso uma enorme alavanca para a entrada de produtos portugueses em Espanha.”

Já o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, considera que “o investimento que a Mercadona está a fazer em Matosinhos reveste-se de uma grande importância, seja pelo seu potencial de regeneração do antigo centro industrial da cidade, de criação de postos de trabalho qualificado, seja pela aposta na valorização dos produtos nacionais e locais, com o necessário impacto direto na economia de Matosinhos. Mas trata-se, acima de tudo, de uma aposta na inovação e na criação de um laboratório de ideias que, a partir de Matosinhos, contaminará as outras lojas da empresa com o resultado do ambiente criativo da cidade, do conhecimento que aqui produzimos e da inovação em que Matosinhos tem procurado especializar-se, nisto se empenhando de forma estratégica”.