E-commerce

A batalha entre Thanksgiving e o Singles Day

A batalha entre Thanksgiving e o Singles Day

Como o aproximar das festividades nos EUA e na China, existem as naturais comparações entre os principais dias de compras no online.

Se nos EUA é o Thanksgiving, ou melhor, o Dia de Ação de Graças, que se comemora na 4.ª quinta-feira de novembro e que antecede o Black Friday, na China é o Singles Day (11/11), ou seja, o dia dos solteiros. De qualquer forma, tratam-se de dias onde as compras no online disparam, vaticinando os especialistas que o evento chinês possa mesmo tornar-se no maior evento de compras online do mundo, onde a Alibaba assume o protagonismo.

A batalha entre Thanksgiving e o Singles Day

Ano após ano, o gigante chinês do comércio eletrónico registou novos recordes de vendas no Dia do Solteiro, com o valor de vendas de 2018 chegou aos 30,8 mil milhões de dólares (mais de 27 mil milhões de euros) em todas as plataformas de comércio eletrónico da Alibaba. Além disso, a empresa enviou mais de um mil milhões de pacotes durante as 24 horas que durou o frenesim de compras.

Comparado com estes números, a Cyber Monday e o Black Friday ficam aquém dos valores obtidos na China. No ano passado, as vendas totais de comércio eletrónico no Cyber Monday norte-americano totalizaram 6 mi milhões de dólares (cerca de 5,4 mil milhões de euros), com o Dia de Ação de Graças e o Black Friday a adicionar mias 8,2 mil milhões de dólares (cerca de 7,4 mil milhões de euros) para um total de 14,2 mil milhões de dólares (cerca de 13 mil milhões de euros).

O fim de semana de Ação de Graças deste ano provavelmente trará outro recorde na história do comércio eletrónico nos EUA, mas não chegará nem perto da maior extravagância de compras da China.