Consumo

31% dos portugueses estão dispostos a pagar mais por produtos nacionais

31% dos portugueses estão dispostos a pagar mais por produtos nacionais

A origem dos produtos é um fator que pesa cada vez mais na decisão de compra dos portugueses, contudo, 60% dos portugueses revela que só opta por produtos nacionais se estes tiverem o mesmo preço que a alternativa. A conclusão consta do mais recente estudo ShopperTrends da Nielsen, que indica também que 72% dos shoppers portugueses consideram a origem importante na escolha dos produtos e 31% estão, inclusive, dispostos a pagar mais se os produtos forem de origem nacional.

O estudo agora publicado revela ainda uma preocupação crescente com uma alimentação saudável, com 70% dos inquiridos a indicar que considera importante comprar produtos como frutas e legumes, carnes brancas e peixe. Os shoppers revelam também evitar a compra de produtos com alto teor de gordura e açúcar, assim como comida processada.

Para além disso, 69% dos consumidores consideram que compensa o esforço de escolher a loja certa, sendo 46% fiéis a uma só loja.  Ana Rei, Client Development Manager da Nielsen, explica que “a escolha da loja onde comprar vai para além de bons preços e boas promoções, sendo os produtos frescos e a conveniência fatores determinantes. Os Frescos (Peixe/Marisco, Carne e Frutas e Vegetais) são críticos para os retalhistas pois são as categorias que os shoppers consideram ser mais importantes na escolha da loja. Para os retalhistas elevarem o Store Equity das suas insígnias é crítico apostar na variedade e qualidade dos produtos frescos. Os shoppers procuram ainda que o processo de compra seja fácil e rápido. O ShopperTrends mostra-nos que os atributos ‘ter tudo o que preciso’ e ‘ser fácil e rápido de encontrar’ são dos mais relevantes para a escolha da loja por parte do shopper e diferenciadores para a criação de Store Equity. As insígnias que pretendem aumentar o seu Store Equity devem ainda apostar na experiência de compra agradável e no servido prestado”.